A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

01/08/2011 15:35

Anuário traz o novo perfil socioeconômico de Campo Grande

Edmir Conceição

Publicação estará disponível nas bibliotecas públicas e na internet a partir da próxima semana

O prefeito Nelson Trad filho (PMDB) lançou nesta segunda-feira a 18ª edição do Perfil Socioeconômico de Campo Grande. O anuário traz as informações atualizadas até 2010. A publicação foi lançada durante o anúncio do pacote de obras a serem inauguradas no mês de aniversário da Capital.

“A importância desse anuário se dá, principalmente, pela sua continuidade, que permite avaliar as modificações e o progresso ocorridos em diversos setores. O material e, a partir das informações em mãos, conseguimos direcionar as prioridades e avaliar o trabalho desenvolvido. Os números não mentem. O Perfil Socioeconômico de Campo Grande apresenta, de maneira eficiente e oficial, o resultado do trabalho implementado nas sete regiões urbanas da cidade”, disse o prefeito.

Segundo a diretora-presidente do Planurb, Marta Martinez, o Perfil Socioeconômico de Campo Grande conta com a colaboração de mais de 50 fontes, entre órgãos federais, municipais, estaduais e instituições privadas. “O conteúdo do perfil é composto pelas informações repassadas por essas fontes, que auxiliam na definição do conteúdo básico de cada tema. Tanto órgãos do governo, prefeitura, concessionárias de serviços públicos repassam as informações para a Prefeitura, que permite a exatidão no fechamento dos números todos os anos apresentados”.

Índices - Merecem destaque as ações desenvolvidas na Rede Municipal de Ensino (Reme), que atualmente garantem a permanência de aproximadamente 100 mil alunos matriculados nas escolas do Município. Ainda na área da educação, Campo Grande foi contemplada nos últimos seis anos com 646 novas salas de aula, sendo que de 1.452 salas existentes em 2004, o número saltou para 2.071 no ano passado.

Outra área que apresentou crescimento foi a da saúde, com 145% a mais de recursos aplicados nos últimos anos. Em 2004, o valor aplicado na área era próximo dos R$ 89,4 milhões. Já em 2010, o Município investiu R$ 219 milhões no setor, permitindo o crescimento de 56% no atendimento aos usuários que dependem do Sistema Único de Saúde (SUS).

Já no setor de saneamento, o prefeito apresentou índices que apontam aumento de 184% na extensão atendida pelo esgoto, em toda a Capital. Em 2004, a cidade era atendida por 520 quilômetros de esgoto, que atingia cerca de 235 mil habitantes. Hoje, com 1.479 quilômetros de extensão, a rede de esgoto beneficia cerca de 480 mil habitantes.

Na área do transporte, Nelsinho deu uma prévia do que consta no Perfil Socioeconômico, demonstrando que, atualmente, 92% da frota de ônibus do transporte coletivo da cidade são adaptados com elevador para cadeiras de rodas. Em 2004, eram 81 ônibus adaptados, número este que cresceu mais de seis vezes, atingindo 497 veículos adaptados em 2011, para atender aos portadores de deficiência física, de maneira digna e segura.

Desenvolvimento - No campo do desenvolvimento urbanístico de Campo Grande, a coletânea apresenta o aumento de 157% de área construída na cidade. A extensão corresponde a 15 shoppings. Em 2004, o número de alvarás de construção concedidos pela Prefeitura corresponde a 511 mil metros quadrados de área.

Em 2011, a área correspondente à liberação das licenças para construção atingiu 1,31 milhão de metros quadrados. Este índice demonstra a viabilidade econômica de qual Campo Grande que, por meio das políticas de incentivo, tem garantido a atração de investidores para a cidade.

Na próxima semana, a publicação já estará disponível nas bibliotecas públicas, na internet – por meio do site do Sistema Municipal de Indicadores Georreferenciados (Sisgran) e poderá ser adquirido, em versão impressa, no Planurb.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions