A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

27/05/2014 09:48

Arrecadação federal cresceu 20,3% em MS de janeiro a abril

Bruno Chaves

Em abril deste ano, a arrecadação de impostos e contribuições federais atingiu R$ 608,963 milhões em Mato Grosso do Sul. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (26) pela Receita Federal do Brasil. No País, a arrecadação foi de R$ 105,884 bilhões. No primeiro quadrimestre de 2014, o valor acumulado foi a R$ 2,103 bilhões. A quantia é 20,39% maior do que a registrada nos primeiros quatro meses de 2013, quando foi arrecadado R$ 1,746 bilhão.

O valor obtido em Mato Grosso do Sul, no mês passado, significa um crescimento nominal de R$ 92,048 milhões em relação ao alcançado no mesmo período do ano passado, quando a receita foi de R$ 516,915 milhões. Esse resultado representou crescimento nominal de 17,8% em comparação com abril do último ano.

No primeiro quadrimestre de 2014, o valor acumulado de arrecadações foi a R$ 2,103 bilhões. A quantidade é 20,39% maior do que a registrada nos primeiros quatro meses do último ano, quando a Secretaria da Receita Federal em MS arrecadou R$ 1,746 bilhão.

A arrecadação fazendária, aquela que inclui somente tributos federais, alcançou o valor de R$ 360,327 milhões em Mato Grosso do Sul no mês passado com acréscimo de R$ 38,412 milhões, o que representa acrescimento nominal de 11,93% na comparação com o mesmo período de 2013.

A arrecadação de receitas previdenciárias, por sua vez, somou R$ 217,104 milhões. O crescimento nominal observado no período foi de R$ 25,009 milhões, o que representa incremento nominal de 13,02%.

Em Mato Grosso do Sul, os setores econômicos que ajudaram aumentar a arrecadação em abril de 2014 foram: administração pública / defesa e seguridade social (R$ 7,2 milhões); construção de edifícios (R$ 6,2 milhões); agricultura, pecuária e serviços relacionados (R$ 2,9 milhões); fabricação de produtos alimentares e bebidas (R$ 2,6 milhões); atividades de atenção à saúde humana (R$ 2,6 milhões); fabricação de produtos têxteis (R$ 2,3 milhões); e atividades associativas (R$ 1 milhão).

Em relação aos tributos e contribuições que apresentaram crescimento na arrecadação no Estado, em março de 2014, estão presentes: IRPJ - Não Obrigadas à Apuração Lucro Real (R$ 7,9 milhões); Órgãos Poder Público – CNPJ (R$ 7,9 milhões); IRPF – Quotas – Declaração (R$ 7,7 milhões); Pagamento Unificado (R$ 6,1 milhões); Empresas em Geral – CNPJ (R$ 4,6 milhões); CSLL – Demais Empresas (R$ 4,6 milhões); Contribuição Previdenciária – RGPS (R$ 4,5 milhões); Cofins – Demais Empresas (R$ 3,2 milhões); e Produção Rural – CNPJ (R$ 3,1 milhões).

Agências do BB abrirão uma hora mais cedo para saques do Pasep
As pessoas com mais de 70 anos beneficiadas com o saque das cotas do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) poderão ir mais c...
Águas Guariroba consta pela 2ª vez entre 150 melhores para se trabalhar no País
Pela segunda vez, a concessionária Águas Guariroba, responsável pelo saneamento básico em Campo Grande, está relacionada entre as 150 melhores  empre...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions