ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  07    CAMPO GRANDE 28º

Economia

Balança comercial de MS cresce 28% e se aproxima dos US$ 2 bilhões

China concentrou a metade do destino das exportações do Estado, com 50,5% do total

Por Gabriel Neris | 06/07/2020 16:28
Colheita da soja no Estado, primeiro produto na pauta de exportações (Foto: Divulgação)
Colheita da soja no Estado, primeiro produto na pauta de exportações (Foto: Divulgação)

O saldo da balança comercial de Mato Grosso do Sul fechou o primeiro semestre do ano com crescimento de 28,2% na comparação com o mesmo período do ano passado, somando US$ 1,993 bilhão.

De acordo com a Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), soja, celulose e carnes puxaram os valores registrados e divulgados nesta segunda-feira (6).

A soja foi o primeiro produto na pauta de exportações do Estado. No acumulado de janeiro a junho, a soja apresentou expansão de 38,7% em relação ao primeiro semestre do ano passado.

O valor da celulose registrou queda de 14,6% devido à queda do preço no mercado internacional, mas o volume de exportação aumentou em 6,7%.

As exportações de óleos e gorduras vegetais e animais cresceram 124,5%, enquanto as de açúcar e ferrogusa tiveram aumentos de 263,4% e 71,2%, respectivamente.

“O bom desempenho das exportações neste primeiro semestre é fundamental para a economia do Estado. Tivemos um crescimento de 28% no superávit da balança comercial em decorrência das operações de soja, celulose e carne, mas também pelo recuo nas importações, principalmente o gás boliviano. Importante destacar a taxa cambial média, que caiu e R$ 5,64 em maio e fechou em R$ 5,19 no mês de junho. Mesmo assim, no acumulado do ano, o câmbio favorável resultou em melhoria da remuneração dos exportadores”, explica Jaime Verruck, titular da Semagro.

A China concentrou a metade do destino das exportações do Estado, com 50,5% do total, seguido por Argentina, com 4,6%, Estados Unidos, com 4,1%.