ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 34º

Economia

Bastou presidente anunciar e campo-grandenses já correm para sacar FGTS

População aprova medida anunciada por Temer e diz que dinheiro estava sem uso

Por Renata Volpe Haddad e Elci Holsback | 22/12/2016 16:07
Logo após anúncio da medida, o aposentado Rubens Ribeiro juntou os documentos e foi ao banco saber se o saldo do FGTS já estava disponível. (Foto: Fernando Antunes)
Logo após anúncio da medida, o aposentado Rubens Ribeiro juntou os documentos e foi ao banco saber se o saldo do FGTS já estava disponível. (Foto: Fernando Antunes)

Após o anúncio na manhã de (22), feito pelo presidente Michel Temer (PMDB), de que trabalhadores poderão sacar o dinheiro disponível em contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), a população campo-grandense foi à Caixa Econômica conferir o saldo e tentar fazer o saque, mas o recurso ainda não está disponível.

A Caixa Econômica Federal irá divulgar o calendário com as datas dos saques conforme a dia de nascimento do trabalhador, o que só deve começar em fevereiro. 

As pessoas ficaram contentes com o comunicado e planejam usar o FGTS para as compras de fim de ano e para pagar as contas. 

O FGTS do aposentado Rubens Ribeiro, 71, será usado para pagar contas. "Já trouxe meus documentos, meu saldo de R$ 3 mil e já quero usar para pagar contas. Acho que todo brasileiro quer fazer isso, mas só início do ano que poderei sacar".

O marceneiro Agostinho Apolinário quer usar o FGTS para pagar as contas. (Foto: Fernando Antunes)
O marceneiro Agostinho Apolinário quer usar o FGTS para pagar as contas. (Foto: Fernando Antunes)
Luciel Machado aprovou a medida de liberação do fundo, pois alega que era um dinheiro sem uso. (Foto: Fernando Antunes)
Luciel Machado aprovou a medida de liberação do fundo, pois alega que era um dinheiro sem uso. (Foto: Fernando Antunes)

O marceneiro Agostinho Apolinário, 53 anos, também gostou da notícia. "Nesse momento de crise é uma decisão boa para aquecer a economia. Fui ao banco para saber meu saldo, porque quero usar para pagar contas".

Quem também aprova a medida é o recepcionista, Luciel Alves Machado, 28. "Não conferi o valor mas tenho saldo. Achei ótima a medida porque era um dinheiro sem uso que vai dar para pagar contas. Nessa crise ajuda".

"Já vim saber para sacar. Ainda não está disponível mas mesmo sendo pouco já ajudaria nas festas. Usaria para fazer festa no fim do ano", alega o pedreiro, Rodrigo de Castro, 23 anos.

Quem está fazendo planos é a estudante, Renata Zaparolli, 28 anos. "Quando soube pela internet da notícia vim correndo na Caixa para ver meu saldo, mas ainda não está liberado. Tem um pouquinho para resgatar e eu usaria para compras desse fim de ano. Foi a melhor decisão do governo porque o povo espera esse benefício".

O pedreiro Rodrigo de Castro pretendia usar o dinheiro para as compras das festas de fim de ano. (Foto: Fernando Antunes)
O pedreiro Rodrigo de Castro pretendia usar o dinheiro para as compras das festas de fim de ano. (Foto: Fernando Antunes)
A estudante Renata Zaparolli foi ao banco tentar sacar o fundo, mas não estava liberado.  (Foto: Fernando Antunes)
A estudante Renata Zaparolli foi ao banco tentar sacar o fundo, mas não estava liberado. (Foto: Fernando Antunes)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário