A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

18/07/2018 08:16

Campo Grande tem o 4º gás de cozinha mais barato entre capitais, aponta ANP

Município empata com Curitiba, Belém, Recife e Teresina com o produto mais em conta vendido por R$ 60.

Ricardo Campos Jr.
Revendedora de gás de cozinha em Campo Grande (Foto: Paulo Francis)Revendedora de gás de cozinha em Campo Grande (Foto: Paulo Francis)

Campo Grande tem o quarto gás de cozinha mais barato entre as capitais, segundo pesquisa da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível). O município empata com Curitiba, Belém, Recife e Teresina com o produto mais em conta vendido por R$ 60.

Salvador teve o menor preço mínimo para o botijão de 13 quilos, encontrado por R$ 53 em algumas revendedoras pelos funcionários da ANP. Em São Paulo e no Rio de Janeiro os produtos mais em conta saem por R$ 55 e em Porto Alegre, por R$ 59.

O levantamento é feito semanalmente por amostragem. Técnicos percorreram 115 revendedoras em Mato Grosso do Sul entre os dias 8 e 14 de julho anotando os preços. Além da Capital, fizeram parte do estudo Coxim, Corumbá, Dourados, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.

Segundo o relatório, o preço mínimo do gás em Campo Grande teve queda de 17,81% em relação à semana anterior, quando ele não era encontrado por menos de R$ 73.

Por outro lado, o botijão mais caro achado na cidade estava tabelado em R$ 80, aumento de 2,56% em relação ao estudo passado, quando o gás foi achado por, no máximo, R$ 78.

O preço médio do produto foi calculado em R$ 70,10 na cidade. Houve queda de 8,29% em relação à semana anterior, quando os preços giravam em torno dos R$ 76,44. A redução ocorreu na contramão da alta de 4,4% que passou a incidir sobre o gás na saída das refinarias desde o dia 5 de julho.

Em Mato Grosso do Sul, o preço médio do gás de cozinha teve queda de 3,92% nas duas últimas semanas, passando de R$ 75,68 entre os dias 1° e 7 de julho para R$ 72,71 nos sete dias seguintes, conforme apurou a ANP.

Não houve alteração nos preços mínimos e máximos, que continuam sendo de R$ 60 e R$ 95, respectivamente.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions