ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 31º

Economia

Cesta básica chega a custar R$ 678,43 em Campo Grande, aponta pesquisa

Campo Grande registrou a segunda maior alta nos preços dos alimentos do País

Por Giovanna Dauzacker | 09/03/2022 15:27
Valor do quilo do feijão teve alta em todas as capitais do País. (Foto: Ana Beatriz Rodrigues)
Valor do quilo do feijão teve alta em todas as capitais do País. (Foto: Ana Beatriz Rodrigues)

A cesta básica ficou mais cara em todas as capitais do País em fevereiro deste ano. Em Campo Grande, o valor chegou a R$ 678,43 reais, com alta de 2,8% frente a janeiro, a segunda maior do País. A cidade fica atrás apenas de Porto Alegre, que teve variação de 3,4%.

Goiânia e Curitiba completam a lista das quatro capitais com maiores variações do valor da cesta de alimentação, com altas de 2,59% e 2,57%, respectivamente, segundo os dados da pesquisa feito pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Batava teve alta de 48% no valor em Campo Grande. (Foto: Ana Beatriz Rodrigues)
Batava teve alta de 48% no valor em Campo Grande. (Foto: Ana Beatriz Rodrigues)

Na Capital Sul-mato-grossense, um dos aumentos que impactaram a cesta foi o do valor da batata, de 48%. Além disso, o feijão também foi responsável pelo valor mais caro em todas das capitais do País.

Os campo-grandenses tiveram que trabalhar 123 horas e 9 minutos para conseguir comprar uma cesta básica no segundo mês do ano.

Maior alta do ano - Nos últimos doze meses, Campo Grande registrou a maior variação no valor da cesta do País, com alta de 23%, ainda segundo o levantamento feito pelo Dieese. A Capital fica à frente de Natal, que teve aumento de 19,98% no valor dos produtos.

Nos siga no Google Notícias