A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 28 de Janeiro de 2020

15/01/2020 14:14

Clima bom e preço 8% maior favorecem desempenho da soja no Estado

Apesar da irregularidade de chuvas, as lavouras tem bom desenvolvimento poucas pragas e preços estão bons para o grão

Rosana Siqueira
Lavouras estão com bom desenvolvimento e regularidades de chuvas deve aumentar em MS /Arquivo pessoal)Lavouras estão com bom desenvolvimento e regularidades de chuvas deve aumentar em MS /Arquivo pessoal)

Com previsão de preços até 8% maiores, clima favorável e previsão de mais chuvas nas próximas semanas, a soja deverá render 9,9 milhões de toneladas nesta safra. A produtividade média deve manter-se em 52,19 sacas por hectare ou 12,5% maior que no ano passado. Os dados são do Boletim de Agricultura, divulgado hoje pelo Sistema Famasul, que vem mantendo as previsões de um bom desempenho do grão no Estado.

O levantamento que foi feito na segunda semana do mês de janeiro e ouviu empresas de assistência técnica, produtores rurais, sindicatos rurais e empresas privadas dos principais municípios produtores de soja do Mato Grosso do Sul. As principais informações levantadas referem-se à fenologia da cultura; incidência de plantas daninhas, pragas e doenças; situação da lavoura; clima; entre outras.

O período foi marcado por uma irregularidade de chuvas no Estado, segundo o boletim. Já a incidência de pragas e doenças manteve-se dentro da normalidade. A previsão do tempo para a terceira semana de janeiro prevê maior regularidade nas chuvas, portanto, o clima mantém-se favorável ao desenvolvimento da cultura.

Para a soja safra 2019/2020, estima-se uma área plantada de 3,163 milhões de hectares. Em comparação aos dados da safra anterior (2018/2019), a previsão é de alta de área plantada em aproximadamente 6,18%.

Custos - O preço médio da saca de 60 Kg, em MS, encerrou no mês de dezembro cotado a R$ 80,29. O preço médio do mês de dezembro no comparativo com o mesmo período do ano aponta um reajuste de 8,18% nos valores. No final de 2018, a saca de soja custava em média, R$ 74,22. As cotações no mercado se mantiveram estáveis mesmo com as desvalorizações da moeda americana no mês de dezembro, pois em contrapartida houve valorização nos contratos futuros na bolsa de Chicago.

 

Plantio da soja em MS superou os 3 milhões de hectares cultivados nesta safra. (Arquivo)Plantio da soja em MS superou os 3 milhões de hectares cultivados nesta safra. (Arquivo)

Exportações - Em dezembro de 2019, Mato Grosso do Sul exportou 35 mil toneladas de soja em grãos, retração de 70,23% em relação a 2018. De janeiro a dezembro de 2019, as receitas totalizaram US$ 1,12 bilhão, retração de 45,30% em relação ao mesmo período em 2018. O Mato Grosso do Sul exportou de janeiro a dezembro de 2019 cerca de 3,21 milhões de toneladas, retração de 38,2% em relação ao mesmo período em 2018.

A China foi o principal destino das exportações de soja em grão de MS em 2019, respondendo por US$ 858 milhões, ou 76,14% do total. Em termos de volume, as exportações à China totalizaram 2,4 milhões de toneladas no período de janeiro a dezembro de 2019. Em segundo lugar no ranking de exportações de soja em grãos de MS aparece a Argentina com 10,28% da receita ou US$ 115,9 milhões. Na ordem vem Vietnã, Bangladesh e Tailândia.

O porto de Paranaguá, no Paraná, com 43,95% do total das receitas com exportação foi a principal porta de saída da soja em grão sul-mato-grossense de 2019. Já o porto de São Francisco do Sul - SC ficou em segundo lugar com 31,98% do total.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions