A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

31/03/2017 17:19

Com bandeira vermelha, contas de energia ficam mais caras em abril

Ricardo Campos Jr.

A conta de energia elétrica terá adicional de R$ 3 a cada 100 kW/h consumidos em abril graças à imposição da bandeira vermelha patamar 1 pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Isso acontece em época de poucas chuvas, quando o nível das usinas hidrelétricas cai forçando o acionamento das termelétricas, cujo funcionamento é mais caro.

Essa situação, segundo o UOL, vigora no país desde 2013. Neste mês foi cobrada a bandeira amarela, R$ 2 a cada 100 kW/h.

Se a situação não mudar, a tarifa pode evoluir para o segundo patamar da bandeira vermelha, onde o valor aumenta para R$ 3,50.

Conforme o UOL, essa situação ocorre no país desde 2013. De janeiro de 2015 a janeiro de 2016, a bandeira era vermelha e a taxa extra era de R$ 4,50 para cada 100 kWh consumidos. Em fevereiro do ano passado, caiu para R$ 3 para cada 100 kWh.

Em março a bandeira mudou para amarela e a taxa caiu para R$ 1,50 a cada 100 kWh. Em abril, entrou em vigor a bandeira verde e a taxa extra deixou de ser cobrada. Em novembro, vigorou a bandeira amarela, com taxa de R$ 1,50 a cada 100 kWh. A bandeira verde entrou em vigor em dezembro, janeiro e fevereiro, retornando em amarela em março.

Em função dessas alterações, a Aneel orienta os consumidores a usarem a energia de forma consciente.

Desconto – O Concen (Conselho de Consumidores da Área de Concessão da Energisa-MS) estima redução de 13,81% na tarifa no estado pela devolução de valores cobrados a mais em razão de parcelas do EER (Encargo de Energia de Reserva) da contratação da usina de Angra III em 2016, que ainda não está pronta. Esse índice ainda não foi confirmado pela Energisa.

Porém, graças à bandeira vermelha, os consumidores não devem sentir o desconto. Além disso, os consumidores devem ficar atentos ao consumo, pois havia um reajuste anual previsto a partir de abril para o ciclo 2017/2018.

Temer envia ao STF parecer sobre aumento de impostos nos combustíveis
O presidente Michel Temer encaminhou na quarta-feira, 16, ao Supremo Tribunal Federal (STF) um parecer da Advocacia-Geral da União (AGU) que defende ...
Em MS, 63,2% dos benefícios periciados pelo INSS foram cortados
Até o dia 4 deste mês, 1.460 beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) em Mato Grosso do Sul que passaram por perícia do PRBI (Prog...
Dólar fecha em alta com aversão ao risco no exterior e cautela interna
O dólar subiu com força ante o real nesta quinta-feira, 17 - tocando os R$ 3,18 - em meio a uma aversão ao risco generalizada ao redor do mundo depoi...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions