A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 26 de Maio de 2018

08/12/2008 12:58

Comerciantes obrigam funcionários a trabalhar após 20h

Redação

Funcionários do comércio de Campo Grande estão denunciando ao SECCG (Sindicato dos Comerciários de Campo Grande) abuso de poder e desrespeito ao acordo firmado com os empregados para abertura do comércio até mais tarde, durante o mês de dezembro.

Conforme as reclamações que chegam ao sindicato, os funcionários estão sendo obrigados a trabalhar por mais de duas horas depois do horário estabelecido para fechamento do setor, que é às 20h. E sem nenhuma remuneração.

Diante deste quadro, o sindicato resolveu convocar reunião de emergência com as entidades patronais (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande, Clube de Dirigentes Lojistas e Sindicato do Comércio Varejista de Campo Grande) para resolver o problema.

Os comerciários ameaçam não fechar nenhum acordo nesse sentido, na próxima Convenção Coletiva de Trabalho, em 2009, caso a questão não seja resolvida, segundo informou o presidente do Sindicato dos Comerciários de Campo Grande, Idelmar da Mota Lima.

Até a semana passada, o comércio estava autorizado a abrir até as 20h e no domingo das 9h às 18h. A partir de hoje, o setor está autorizado a funcionar até as 22h.

Como houve desrespeito na carga horária dos funcionários na semana passada, Idelmar e funcionários temem que o mesmo possa continuar ocorrendo a partir de hoje.

"Da maneira como ocorreu na semana passada, a partir de hoje os empresários podem querer obrigar seus empregados a trabalhar uma hora ou mais depois das 22 horas e sem remuneração", alerta o sindicalista.

Ele já solicitou a reunião com as entidades patronais na sede do SECCG. "Esperamos resolver imediatamente este problema. Caso contrário, não negociaremos mais, na próxima convenção, horário especial de abertura do comércio para o Natal", ameaçou.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions