A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Abril de 2017

08/04/2017 12:20

Contas de energia elétrica ficam mais baratas a partir de hoje em MS

Priscilla Peres
Redução será nas contas de abril que devem ser pagas em maio. (Foto: Marcos Ermínio)Redução será nas contas de abril que devem ser pagas em maio. (Foto: Marcos Ermínio)

A partir deste sábado (08), as contas de energia dos consumidores de Mato Grosso do Sul ficarão 1,92% mais baratas. Os novos percentuais de cobrança valem para as 993 mil unidades consumidoras atendidas pela Energisa.

A boa notícia foi aprovada no último dia 4 de abril pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Acontece que A tarifa sofre reajuste e a cada cinco anos passa pelo processo de Revisão Tarifária Periódica. Essa redução em 2017 vai se somar ao desconto de 13,81%, relativo à cobrança do EER (Encargo de Energia de Reserva), feito de forma equivocada.

Depois de constatado o erro, a Aneel revisou os valores e percebeu que os consumidores foram cobrados a mais, tendo então que ser feita a devolução. O ERR foi cobrado pelo acionamento da usina Angra III, o que não ocorreu.

Segundo a Energisa, a percepção da redução tarifária nas faturas dos consumidores se dará de acordo com os ciclos de leitura e faturamento de cada um, podendo levar até dois meses para se completar.

"Nosso objetivo é melhorar continuamente a qualidade dos serviços para os nossos clientes trazendo investimentos que devem garantir maior oferta de energia e um fornecimento cada vez mais confiável", explica o diretor-presidente da Energisa MS, Gioreli de Sousa Filho, que completa.

Em contraponto às reduções, a partir deste mês, a Aneel irá cobrar a tarifa em bandeira vermelha, o que implica em R$ 3,50 a mais por 100 kwh consumidos. A previsão é que fique assim até novembro. No mês passado, a bandeira foi amarela. A Energisa atende 74 dos 79 municípios sul-mato-grossenses, somando 993 mil consumidores no Estado.

Composição - Conforme a Energisa, a concessionária responsável pela distribuição da energia elétrica em Mato Grosso do Sul fica com 24,57% da tarifa. Outros 6,49% são para custear a transmissão da energia, 32,63% são pagos para as geradoras e 36,30% são destinados ao governo, como pagamento de encargos e impostos.

Considerando o atual reajuste tarifário, no ranking de tarifas residenciais divulgadas pela Aneel, a Energisa Mato Grosso do Sul ocupa a 45º posição de energia mais barata, entre 63 concessionárias de energia em todo o Brasil.

Galhos de palmeira causaram oscilação de energia hoje na região da Câmara
As oscilações no fornecimento de energia durante boa parte da manhã desta quinta-feira, 06, na região da Câmara Municipal de Campo Grande, foram cons...
Ventos derrubaram torre de energia e hospital é mantido por gerador
O Hospital Municipal de Porto Murtinho - cidade localizada a 431 km de Campo Grande - precisou acionar os geradores de emergência para seguir em func...
Além de desconto de 13,81%, energia elétrica terá redução de 1,92% em MS
Reajuste negativo. Essa foi a taxa fixada (Agência Nacional de Energia Elétrica) sobre o valor cobrado pela energia elétrica em Mato Grosso do Sul. C...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions