A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

03/01/2013 14:33

Custo da cesta básica acumulou alta de 7% em 2012 na Capital

Viviane Oliveira
A cesta básica registrou alta de 2,78% no mês de dezembro do ano passado em comparação ao mês anterior. (Foto: divulgação) A cesta básica registrou alta de 2,78% no mês de dezembro do ano passado em comparação ao mês anterior. (Foto: divulgação)

A cesta básica registrou alta de 2,78% no mês de dezembro do ano passado em comparação ao mês anterior, apresentando o valor de R$ 270,25 enquanto no mês de novembro foi registrado o valor de R$ 264,94, de acordo com a pesquisa da Semac (Secretaria de Estado de Planejamento) divulgada nesta quinta-feira (3).

O índice acumulado deste ano apresentou variação positiva de 7,87% e nos últimos seis meses registraram 4,55%. Dos 15 produtos que compõem a cesta básica alimentar, oito registraram variações positivas: tomate 17,35%; alface 11,94%, banana 5,71%, margarina 1,80%, laranja 1,71%, macarrão 1,70%, leite 0,94 e açúcar 0,75%.

Os produtos que apresentaram queda de preços foram: batata 3,88%, feijão 3,45% carne 1,30%, óleo 1,10% e arroz 0,60%. Pães e sal mantiveram o preço sem alteração. Devido ao fim da safra do tomate, a oferta no mercado interno diminuiu com conseqüente aumento de preço 17,35%. As cotações do preço da banana estiveram em alta, apesar dela apresentar bons estoques no mercado interno, assinalando aumento 5,71%.

Com a produção de batata regularizada no período aumentos sua disponibilidade no mercado interno, registrando queda de 3,88%. Alguns estabelecimentos pesquisados estiveram com promoção de feijão, fazendo com que o preço reduzisse 3,45%.

Nos últimos seis meses, os produtos que apresentaram maiores altas foram: tomate, arroz, batata, margarina e óleo. Destaque também para os produtos em queda: açúcar, feijão, laranja, banana e sal.

De acordo com a pesquisa da Semac, no mês de dezembro o trabalhador que recebeu um salário mínimo de R$ 622 precisou comprometer 43,45% de sua renda para aquisição da cesta de alimentos, restando-lhe R$ 351,75 e no mês anterior representava 42,27% para atender outras necessidades básicas como: água, energia, saúde, serviços pessoais, vestuários, lazer e outros.

Dos 15 produtos que compõem a cesta básica alimentar, oito registraram variações positivas, entre eles o tomate. (Foto: divulgação) Dos 15 produtos que compõem a cesta básica alimentar, oito registraram variações positivas, entre eles o tomate. (Foto: divulgação)

Cesta básica familiar – A pesquisa do Semac desta quinta-feira também mostra que a cesta básica familiar no mês de dezembro, apresentou alta de 1,95% registrando o valor de R$ 1.195,46, enquanto no mês passado foi registrado R$ 1,172,65.

Dos 44 produtos pesquisados que compõem esta cesta, 27 apresentaram alta de preço, 13 apresentaram queda e 04 mantiveram seu preço inalterado. No grupo alimentação (32 produtos), a pesquisa apresentou variação positiva de 2,04%. Os produtos em alta foram: tomate 17,38%; alface 11,95%; couve 8,28%; banana 5,76%; ovos 3,50%; mamão 2,14%; margarina 1,85%; frango 1,75%; laranja 1,73% e macarrão 1,70%.

Os produtos em queda foram: batata 3,88 %; feijão 3,47%; café 3,27%; alho 2,15%; cenoura 1,40%; carne 1,30%; óleo 1,18%; mandioca 1,15%; trigo 1,12% e abobrinha 1,06%. Pão doce e pão francês mantiveram seu preço inalterado.

A seca prolongada nas regiões produtoras e a baixa dos reservatórios hídricos, no período de novembro, prejudicaram as plantações da alface 11,94% e da couve 8,28%, inviabilizando o seu plantio, em dezembro sua produtividade continuou irregular, o que afetou seu aumento de preço.

A queda do café 3,27% se deve a safra recorde no período, o que fez com que os seus estoques aumentassem bastante no mercado interno, além do escoamento no mercado internacional ter ficado lento.

Com a entrada da safra do alho nacional, aumentou o volume ofertado, o que fez com que seu preço diminuísse 2,15%. A seca prolongada nas regiões produtoras e a baixa dos reservatórios hídricos, no período de novembro, prejudicaram as plantações da alface 11,94% e da couve 8,28%, inviabilizando o seu plantio, em dezembro sua produtividade continuou irregular, o que afetou seu aumento de preço.

A queda do café 3,27% se deve a safra recorde no período, o que fez com que os seus estoques aumentassem bastante no mercado interno, além do escoamento no mercado internacional ter ficado lento.

Com a entrada da safra do alho nacional, aumentou o volume ofertado, o que fez com que seu preço diminuísse 2,15%.

Os produtos de higiene pessoal (cinco produtos) registraram alta de 0,62%. Os itens que contribuíram para essa alta foram: sabonete 2,78%, lâmina de barbear 2,46% e absorvente 0,53%. Registro de queda foi apontado para o e dentifrício 2,44%. Papel higiênico não apresentou alteração de preço.

Já o grupo limpeza doméstica (sete produtos), apresentou alta de 0,57%, destacando os seguintes produtos: sabão (barra) 2,47%, desinfetante 2,24%, detergente 1,82%, cera em pasta 0,95% e água sanitária 0,56%. O produto que apresentou redução de preço: sabão (pó) 0,81%. Esponja (aço) manteve seu preço inalterado.

Em termos de renda versus salário-mínimo, houve um comprometimento de 38,44% do valor total da renda familiar, considerando 05 (cinco) salários mínimos, R$ 3.110,00 (três mil cento e dez reais), para atender uma família composta por cinco membros. No mês anterior foram registrados 37,71%.

Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions