A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

11/03/2013 17:30

Em Campo Grande, classes C e D garantem R$ 22 milhões na Páscoa

Nícholas Vasconcelos e Helton Verão
Ovos de Páscoa devem movimentar R$ 107 milhões em MS (Foto: Luciano Muta)Ovos de Páscoa devem movimentar R$ 107 milhões em MS (Foto: Luciano Muta)

As classes C e D vão garantir a maior do movimento de R$ 22 milhões na Páscoa deste ano em Campo Grande, segundo pesquisa divulgada hoje pela Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul).

Segundo o economista e pesquisador da entidade, Thales de Souza, a média do valor gasto no presente, na Capital, será de R$ 68.

O valor unitário dos ovos será um dos menores de Mato Grosso do Sul, já que em algumas cidades o consumidor está disposto a gastar até 107% a mais que em Campo Grande. Em São Gabriel do Oeste, cidade com o maior desembolso por consumidor, o valor médio será de R$ 141.

“As classes C e D compram muito em Campo Grande, os valores são menores, mas o total de consumidores é maior”, explicou o economista.

Em Mato Grosso do Sul, o total gasto na Páscoa será de R$ 107 milhões. O valor médio por consumidor será de R$ 78, com dois ovos por pessoa. Na comparação com o ano passado, o valor médio do presente subiu 9%, quando os entrevistados disseram que desembolsariam R$ 71.

Mas há consumidores mais generosos com o espírito da Páscoa. A aposentada Nair Yamake, 71 anos, já gastou R$ 250 em ovos até hoje e não descarta novas compras. “Eu não espero a última hora e compro antes para evitar supermercados cheios e filas”, disse.

 

Nair Yamake disse que já gastou R$ 250 em ovos de Páscoa e pode gastar mais (Foto: Vanderlei Aparecido)Nair Yamake disse que já gastou R$ 250 em ovos de Páscoa e pode gastar mais (Foto: Vanderlei Aparecido)

Neste ano, o estudo, feito em parceria com a Fundação Manoel de Barros e Universidade Anhanguera Uniderp, passou a incluir Aparecida do Taboado e Chapadão do Sul. Com forte presença do agronegócio, São Gabriel e Chapadão do Sul são as cidades que registram maior gasto médio do Estado.

Em Chapadão, o valor médio é de R$ 140 e em R$ São Gabriel R$ 141. “É a renda que o consumidor tem que influencia neste valor”, comentou Thales.

Naviraí tem o destaque do aumento no valor médio com os chocolates, com um aumento de 31%. Por lá, no ano passado se gastou R$ 72 e este ano a expectativa é de desembolso de R$ 95. O aumento na Capital foi de 25%, de R$ 54 para R$ 68 neste ano.

Conforme a pesquisa, 21% dos entrevistados esperam promoções e liquidações para comprar os chocolates. “Talvez surja uma promoção, por isso eu espero”, comenta a secretária Deosdethe Freitas, 56 anos. Opinião que também compartilhada por Fabrissia Kerber, 33 anos. “Estou na esperança de promoções”, completou a professora que espera gastar R$ 100 nesta Páscoa.

CPMI da JBS pede investigação contra Janot e indiciamento dos irmãos Batista
Com os votos contrários dos deputados Delegado Francischini (SD-PR), João Gualberto (PSDB-BA) e Hugo Leal (PSB-RJ), a Comissão Parlamentar Mista de I...
Prazo para renegociar dívidas com o Estado com desconto vence nesta 6ª
Contribuintes em débito com o fisco estadual têm até sexta-feira (15) para aderir ao Refis (Programa de Recuperação Fiscal) de Mato Grosso do Sul.  A...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions