A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

12/09/2011 21:29

Durante lançamento da Expo-MS, André afirma que indústria atingiu nível do agronegócio no Estado

Vinícius Squinelo e Fabiano Arruda

Governador declarou que setor deve ainda alcançar os serviços como maior gerador de emprego e renda em MS

Governador discursa e defende ampliação da diversificação da matriz econômica em todos os setores do Estado. (Foto: Simão Nogueira)Governador discursa e defende ampliação da diversificação da matriz econômica em todos os setores do Estado. (Foto: Simão Nogueira)

O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou que a indústria de Mato Grosso do Sul alcança hoje níveis superiores ao agronegócio, e deve atingir em breve o setor do comércio, no que se refere à geração de empregos e renda.

“O Estado caminha para uma industrialização maior, e é importante diversificarmos a matriz econômica, indo para a agroenergia, grãos, enfim, todos os setores”, defendeu André, durante o lançamento da Expo-MS Industrial 2012, na noite desta segunda-feira.

O governador ainda comentou o fato de Mato Grosso do Sul ter sido dos poucos estados no País que mantiveram alta no volume de recursos aplicados em obras públicas entre 2010 e este ano. Segundo André, tal fato se deve a política do governo estadual de manter os incentivos fiscais, implementar mudanças fiscais e tributárias, além da contenção de despesas e desperdícios e o aumento da arrecadação.

No início do ano o Tesouro Nacional chegou a alertar MS do “risco” que a dívida estadual alcançava, recomendando algumas ações a serem adotadas, porém, segundo comentou André, o governo estadual vai acelerar a competitividade dos produtos regionais, invertendo o processo exposto pelo Tesouro.

“Estamos revertendo o superávits em investimentos no setor da intermodalidade, rodo-ferroviário e aeroviário", explicou André.

Expo-MS Industrial 2012 - O evento será realizado de 22 a 25 de maio do próximo ano no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco. A expectativa, segundo o presidente da Fiems (Federação das Indústrias do Estado de MS), Sérgio Longen, é que sejam movimentados R$ 150 milhões em negócios durante os quatro dias.

André e Longen durante lançamento da Expo-MS Industrial (foto: Simão Nogueira)André e Longen durante lançamento da Expo-MS Industrial (foto: Simão Nogueira)

“A feira tem se consolidado, assim como a própria indústria se consolidou em Mato Grosso do Sul”, afirmou Longen, destacando a esperada elevação da movimentação financeira, lembrando que na 2ª Expo-MS, realizada neste ano, os negócios giraram em torno de R$ 114,5 milhões.

Também presente no evento o superintendente do Banco do Brasil em MS, Luis Alves Pordeus Júnior, indicou que somente a instituição bancária espera movimentar R$ 70 milhões na Expo-MS Industrial 2012.

Raio-X da Indústria no Estado - A Fiems aproveitou o lançamento da feira para divulgar dados do setor nas regiões de Mato Grosso do Sul, referente ao ano de 2012. Somente o valor do PIB (Produto Interno Bruto) Industrial de cada região se refere ao ano de 2008. Confira os dados:

A Região Central gerou 41,6 mil empregos em 3.458 indústrias, teve R$ 379,9 milhões de exportação, e um índice de R$ 1,7 bilhões de PIB. A Região Oeste criou 5.540 vagas de empregos formais em 812 indústrias, com um montante de R$ 388 milhões em exportações e um PIB industrial de R$ 688,6 milhões.

Na Grande Dourados foram gerados 27,1 mil empregos em 1.873 indústrias, com R$ 409,3 milhões em exportações e R$ 432,4 milhões de Produto Interno Bruto. Na região Sul foram 9.054 empregos em 764 industrias, R$ 152,1 milhões em exportação, com um PIB de R$ 347,7 milhões.

A Região Norte apresentou 2.738 empregos gerados em 492 indústrias, exportação de R$ 22,4 milhões, e um PIB de R$ 179,6 milhões. Por fim, a Região Leste criou 25.403 vagas de emprego, possui 2.122 indústrias, que exportaram R$ 891,4 milhões, construindo um PIB de R$ 1,1 bilhão.

Evento nesta noite contou com a presença de autoridades no auditório da Fiems.Evento nesta noite contou com a presença de autoridades no auditório da Fiems.
Dólar abre semana em queda de 1,25%, cotado a R$ 3,73
O dólar abriu a semana em queda de 1,25%, fechando a segunda-feira (15) cotado a R$ 3,7312. Durante o dia, a mínima foi de R$ 3,7134 e a máxima de R$...
Boletos vencidos já podem ser pagos em qualquer banco
Os boletos com valor a partir de R$ 100, mesmo vencidos, poderão ser pagos em qualquer banco. A medida entrou em vigor no último sábado (13) e o prim...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions