A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

03/07/2009 06:56

Energia e combustíveis seguraram inflação em junho

Redação

No mês de junho o preço dos alimentos puxou o custo de vida do consumidor campo-grandense, mas a redução na tarifa da energia elétrica e as promoções de combustíveis seguraram a inflação, que foi de 0,12%, segundo o IPC (Índice de Preços ao Consumidor), calculado pela Anhanguera-Uniderp.

Os dez produtos que mais contribuíram para a elevação da inflação em junho foram: leite pasteurizado, gás em botijão, pescado fresco, sapato feminino, pão francês, queijo mussarela/prato, batata, aluguel de apartamento, óleo de soja e aluguel de casa.

Por outro lado, os dez produtos que seguraram a inflação em junho foram: energia elétrica, contrafilé, costela, alcatra, gasolina, feijão, álcool combustível, arroz, diesel e patinho.

Considerando os grupos, o que mais contribuiu para segurar a inflação em junho foi o de Transportes. "O índice do grupo ficou em -0,77%", destaca o coordenador do Núcleo de Pesquisas, professor Celso Correia de Souza. Foram observadas quedas nos preços do álcool combustível (-1,94%), gasolina (-1,91%) e diesel (-1,03%). Já neste mês isso não ocorrerá porque desde a semana passada os preços mais uma vez aumentaram simultaneamente nos postos da Capital.

Segundo o professor, no grupo Habitação, a queda da tarifa de energia elétrica (-2,12%) também foi importante para que o IPC de junho fosse de 0,12%, pois seu peso é significativo no orçamento familiar. O índice geral do grupo Habitação foi de 0,09%. No caso da energia, a redução de preço ocorreu devido ao fim da validade da RTE (Recomposição Extraordinária Tarifária) que entrou em vigor em 2001.

Os outros itens que apresentaram queda em junho foram: vela (-8,66%), lâmpada (-5,44%), água sanitária (-4,46%) e máquina de lavar roupa (-4,07%). Por outro lado, houve aumento nos preços do botijão de gás (11,90%), aparelho de som (5,25%), esponja de aço (3,73%) e álcool para limpeza (3,47%).

Alimentos

Procon da Capital abre campanha para orientar comércio e consumidor no Natal
O Procon (Subsecretaria de Proteção e Defesa do Consumidor) de Campo Grande dá início nesta segunda-feira (18) a uma semana de orientação e atendimen...
Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions