A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

04/05/2017 09:46

Exportação de soja cresce e passa celulose na balança comercial de MS

Ricardo Campos Jr.
Soja rendeu US$ 106 milhões ao mercado local (Foto: Marcos Ermínio)Soja rendeu US$ 106 milhões ao mercado local (Foto: Marcos Ermínio)

Pelo segundo mês seguido, a soja ultrapassou a celulose em volume de exportações feitas por Mato Grosso do Sul. O grão rendeu US$ 106 milhões ao mercado local, enquanto as vendas da pasta química de madeira ao exterior somaram US$ 86 milhões.

Os dois produtos juntos, entretanto, ajudaram o estado a fechar o mês de abril com saldo positivo na balança comercial de US$ 287.031.925. O montante é obtido pela diferença entre os valores da exportação e importação.

No acumulado de 2017, a soja também fica na frente com US$ 337.174.955 em vendas para outros países e a celulose em segundo lugar com resultado de US$ 321.909.688.

Esse número poderia ter sido maior se não fossem os dados do gás natural boliviano. A compra desse produto é contabilizada em Corumbá, por ser a entrada do gasoduto em território nacional, mesmo não sendo consumido na cidade.

Isso infla o montante de importações feitas pela cidade e puxa a balança comercial do estado para baixo. Se esse insumo fosse desconsiderado, o superávit iria para US$ 383.362.778 milhões. Em abril foram importados em torno de US$ 96.330.853 do produto com tendência de queda no próximo mês, resultando em acumulado no ano de 275.955.059.

Vendas da pasta química de madeira ao exterior somaram US$ 86 milhões (Foto: Edemir Rodrigues)Vendas da pasta química de madeira ao exterior somaram US$ 86 milhões (Foto: Edemir Rodrigues)

Dados do MDIC (Ministério da Idústria, Comércio Exterior e Serviços) compilados pela empresa Datasight apontam que em comparação com mês de abril de 2016, Mato Grosso do Sul aumentou em US$ 86,1 milhões.

Embora superavitários, os índices de exportação do estado foram 21% menores em relação ao mês de março, representando uma diferença de aproximadamente US$ 77 milhões.

No mês de abril, 43 municípios venderam produtos ao exterior.

Três Lagoas foi a cidade que mais exportou, somando US$ 100 milhões, seguida por Campo Grande (US$ 31 milhões) e São Gabriel do Oeste (US$ 26 milhões). Em contrapartida, Jardim (US$ 0,0062 milhões), Ladário (US$ 0,008 milhões) e Abambai (US$ 0,047 milhões) foram as que menos exportaram.

Para o mês de maio, a Datasight projeta um volume de exportações em US$ 300 milhões.

Importações – Em abril, Mato Grosso do Sul comprou US$ 78 milhões em produtos do exterior, volume 35% menor em relação ao mês anterior com a diferença de aproximadamente US$ 43 milhões.

O cobre afinado e ligas de cobra em formas brutas foram os produtos mais importados pelo estado, custando US$ 10 milhões. Em segundo lugar no levantamento da Datasight aparece produtos laminados planos de ferro ou aço não ligado, com US$ 5 milhões.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions