A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 26 de Maio de 2017

08/05/2017 13:27

Exportações de carne bovina têm queda de 24% após Carne Fraca

Renata Volpe Haddad
Queda nas exportações de carne bovina foi de 24%
em abril, com relação a março. (Foto: Alcides Neto)Queda nas exportações de carne bovina foi de 24% em abril, com relação a março. (Foto: Alcides Neto)

As exportações de carne bovina em Mato Grosso do Sul caíram 24,3% entre março e abril deste ano. A queda ainda é reflexo da operação Carne Fraca, desencadeada pela Polícia Federal em 17 de março, que encontrou irregularidades em frigoríficos do Brasil.

Porém, o Estado acumula crescimento de 19% nas exportações de carne bovina quando comparado abril de 2017 com o mesmo período de 2016,  segundo dados da Balança Comercial compilados pela Datasight, nesta segunda-feira (8).

Em abril do ano passado, a venda de carne bovina a outros países rendeu R$ 38,4 milhões ao Estado. No mês passado, o total de exportações foi de R$ 45,6 milhões. Em março, este número somou R$ 56,8 milhões.

Mesmo com a queda, os números apresentados ainda são bons, já que houve crescimento no primeiro quadrimestre do ano. Desde janeiro, foi registrado aumento de 4% passando de 60% para 64% do total de carnes bovina exportadas no Estado.

Março apresentou números positivos também, com aumento de 25% em relação ao mesmo período de 2016. Apenas em fevereiro, segundo o levantamento, houve queda de 17% nas exportações de carne bovina em relação a fevereiro de 2016.

"A carne bovina apresentou um crescimento de 19% nas exportações em relação ao mês de abril de 2016, e vem apresentando mês a mês neste último quadrimestre aumentos na casa de dois dígitos tanto nos valores exportados quanto no total de Kg exportados", afirmam os tecnicos da Datasigh.

A Abrafrigo (Associação Brasileira de Frigoríficos), divulgou nota informando que abril foi um mês curto, com apenas 18 dias úteis e a operação Carne Fraca ainda está tendo efeito na realização de negócios, com alguns fortes compradores tradicionais como o Egito reduzindo suas compras em função de dificuldades para a obtenção de dólares.

A nível Brasil, o mês passado apresentou o pior resultado nos últimos cinco anos: o país exportou apenas 88.947 toneladas contra 108.898 toneladas no mesmo mês do ano passado, ou seja: uma queda de 18% em volume.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions