A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

30/04/2012 18:36

Falta de informação faz com que contribuintes deixem IR para último dia

Luciana Brazil
Contadora explica porquê muitos contribuintes deixam para ultima hora. (Foto:João Garrigó)Contadora explica porquê muitos contribuintes deixam para ultima hora. (Foto:João Garrigó)

Foram dois meses de prazo, mas hoje, em véspera de feriado, muita gente ainda estava na correria para prestar contas ao Leão.

A falta de informação ou falha na documentação são alguns dos motivos para que muitos contribuintes entreguem a declaração do IR (Imposto de Renda) na última hora, segundo a contadora Consuelo Belline. De acordo com ela, os clientes do escritório são orientados a entregar a documentação antecipadamente, porém, muitos procuram o local na última hora. “A mídia divulga bem, mas a maioria dos contribuintes só faz quando o prazo está acabando”, explicou.

A multa de R$165,74 aplicada para os que não apresentam o IR no prazo, leva os contribuintes a agilizarem a declaração, mesmo que seja no último dia. “Quando se fala em multa, as pessoas pensam melhor. A multa é a palavra-chave”, brinca.

Muitos procuram os escritórios de contabilidade para saberem se precisam ou não declarar o imposto. “Tem gente que procura o contador porque não sabe se precisa declarar. Isso é muito comum acontecer. E geralmente essas pessoas que não sabem se precisam, também deixam para última hora”, explicou Consuelo.

Aparecida entrega ao contador a documantação do IR. (Foto: João Garrigó)Aparecida entrega ao contador a documantação do IR. (Foto: João Garrigó)

Faltando apenas um documento, Aparecida, que já havia entregue parte da documentação ao contador, protelou a finalização do IR e deixou para levar o documento na tarde de segunda-feira. “Ela já tinha entregado, mas como faltou um documento, ela só veio entregar hoje”, disse Consuelo.

A pensionista Maria Lúcia Fontes, 60 anos, explicou que a correria do dia a dia acaba dificultando a declaração antecipada. “É impressionante, mas o meu imposto, na maioria das vezes, é feito na última hora. Meu filho faz para mim porque eu não sei fazer”. Maria Lúcia só entregou os documentos ao filho, na noite de domingo (29). “Ele começou a fazer na manhã de hoje (segunda-feira) e ele sempre consegue. Fico com pena dele porque ele precisa correr para dar tudo certo, mas a culpa é minha”, lamenta sorrindo.

Com a declaração simplificada, a aposentada garantiu que no próximo ano será mais organizada. “Eu prometo para mim mesma que em 2013 será diferente”.

Exemplo de bom contribuinte, o taxista Jari de Souza Sandim Júnior, afirmou que há 10 anos declara antecipadamente o IR, desde que comprou o alvará do táxi. “Nunca deixo para última hora. Eu entrego todos os documentos para a contadora que faz para mim e não me preocupo”.

Taxista dá bom exemplo e se adianta na declaração. (Foto:João Garrigó)Taxista dá bom exemplo e se adianta na declaração. (Foto:João Garrigó)

Segundo a contadora, desde o ano passado o número de contribuintes que procuravam escritórios de contabilidades diminuiu, já que algumas mudanças foram feitas pela Receita. “Depois que a Receita aumentou o teto para isenção a quantidade de pessoas enfraqueceu”, frisou Consuelo.

Outra situação que contribuiu para a diminuição de clientes nesses locais, foi a facilidade no sistema eletrônico do Leão. “A receita facilitou a declaração e ficou mais simples declarar”, ressaltou.

“Nos 45 minutos do segundo tempo”, como dizem os brasileiros, a vendedora autônoma, Aparecida Donizete Mendes, 48 anos, levou a documentação ao escritório de contabilidade, responsável por fazer o seu acerto de contas.

Segundo ela, o “jeitinho brasileiro” continua valendo, até mesmo para o IR. “Como uma boa brasileira, eu deixei para última hora”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions