A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018

20/05/2014 09:41

Faturamento do setor de serviços cresce 9,9% em MS, aponta IBGE

Bruno Chaves
População de Mato Grosso do Sul movimentou 12% a mais no setor de Serviços no primeiro trimestre de 2014 (Foto: Arquivo/Cleber Gellio)População de Mato Grosso do Sul movimentou 12% a mais no setor de Serviços no primeiro trimestre de 2014 (Foto: Arquivo/Cleber Gellio)

O setor de serviços cresceu 9,9% em Mato Grosso do Sul em março deste ano, quando comparado ao mesmo período do ano passado, revela levantamento elaborado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A PMS (Pesquisa Mensal de Serviços), publicada nesta terça-feira (20), divulga o faturamento do setor de maior peso no PIB (Produto Interno Bruto) do País. No Brasil, no mesmo período, o crescimento foi de 6,8%.

Ainda em Mato Grosso do Sul, a receita das empresas do setor cresceu 10,3% no acumulado dos últimos 12 meses. Com o desempenho de março, o crescimento no primeiro trimestre de 2014 foi de 12,2%.

Conforme o IBGE, a PMS, primeiro indicador conjuntural mensal que investiga o setor de serviços no país, abrange as atividades do segmento empresarial não financeiro, exceto os setores da saúde, educação, administração pública e aluguel imputado (valor que os proprietários teriam direito de receber se alugassem os imóveis onde moram).

Todos os estados brasileiros apresentaram variação nominal positiva no mês de março. Mato Grosso (20,4%) e Distrito Federal (20,3%) tiveram as maiores taxas de crescimentos, seguidos pelo Acre (15,1%), Paraíba (11,5%), Rio Grande do Norte (10,8%), Amazonas (10,6%) e Mato Grosso do Sul (9,9%).

As menores taxas foram registradas em Rondônia e Piauí, ambas com 0,7%, Roraima (1,2%), Sergipe (1,3%) e Tocantins (2,0%).

No cenário nacional, os serviços prestados às famílias registraram crescimento de 10,0%; os serviços de informação e comunicação, de 4,4%; os serviços profissionais, administrativos e complementares, de 8,8%; transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio, de 8,0%; e outros serviços, de 3,3%.

No Brasil, o crescimento nominal do setor, na comparação março de 2014 e março de 2013, foi de 6,8%. O aumento do faturamento no acumulado dos últimos 12 meses foi de 8,7%, mesmo índice registrado no primeiro trimestre de 2014.

Febraban estuda ações para reduzir juros do cheque especial
A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) avalia medidas para reduzir os juros do cheque especial. Em nota publicada hoje (17), a entidade informou...
Gol celebra aniversário com muitas promoções
Para comemorar os seus 17 anos, a Gol Linhas Aéreas preparou uma ação especial nas redes sociais, o sorteio #FESTAGOL17ANOs, em sua página oficial no...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions