A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Agosto de 2018

16/06/2018 11:41

FCO já liberou R$ 892 milhões em recursos de janeiro a maio em MS

Em relação ao mesmo período do ano passado, houve aumento de 138%.

Ricardo Campos Jr.

Mato Grosso do Sul aumentou em 139% as contratações de créditos pelo FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) entre os cinco primeiros meses de 2017 e 2018. Somente este ano, já foram liberados R$ 892 milhões em recursos, o que representa um recorde histórico para o estado.

Segundo a Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), ano passado as contratações nessa mesma época somavam R$ 372,3 milhões enquanto em 2016 eram R$ 210,1 milhões e em 2015, R$ 522,8 milhões.

A maior parte desse montante foi destinada ao setor rural para a compra de máquinas e equipamentos, armazenamento, correção de solo e ações para integração lavoura-pecuária-floresta.

No estado foram disponibilizados no começo do ano R$ 2,2 bilhões em créditos pelo FCO, dos quais metade pode ser contratada exclusivamente pelo setor empresarial e a segunda parte pelos produtores rurais.

O setor rural avança de forma mais intensa que o empresarial porque neste último já está em vigor uma nova fórmula de cálculo de juros, cuja parte é indexada. Essas mudanças devem afetar também as contratações feitas no campo em breve.

Por isso, o titular da Semagro, Jaime Verruck, acredita que esse resultado é baseado na antecipação de projetos no segmento rural, antecedendo essa alteração. “Mas, mesmo com os empecilhos deste ano, o empresarial apresenta bons resultados para o período, o que eleva as expectativas para alcançar 100% da contratação dos recursos disponíveis”, afirma.

Segundo ele, esse resultado advém do trabalho de divulgação feito em conjunto pelas instituições envolvidas, aliado a atuação para que a linha de crédito beneficie o máximo de pessoas.

Concorda com Verruck o superintendente do Banco do Brasil em Mato Grosso do Sul, Glaucio Zanettin. Para ele, o interesse em acessar as linhas de crédito melhorou com investimentos na melhoria e racionalização dos processos, inclusive com uso de inteligência cognitiva para qualificação da originação dos projetos e consultoria aos nossos clientes.

O banco criou 154 novos postos de trabalho na implantação de unidades especializadas em atendimento ao agronegócio e pessoas jurídicas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions