A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

28/05/2011 13:10

Feirão de imóveis tem menos visitantes e mais negócios

Vanda Escalante e Paula Maciulevicius

Maioria vai em busca de boas condições e disposta a fechar negócio

Feirão da Caixa recebeu 4,9 mil pessoas (Foto: João Garrigó)Feirão da Caixa recebeu 4,9 mil pessoas (Foto: João Garrigó)
Luciana Arruda foi ao Feirão porque quer morar mais perto do centro(Foto: João Garrigó)Luciana Arruda foi ao Feirão porque quer morar mais perto do centro(Foto: João Garrigó)

Com menos visitantes, porém com maior índice de concretização de negócios, termina hoje, às 21 horas, o 7º Feirão da Caixa e 8ª Feira de Imóveis do Secovi/MS, no Armazém Cultural em Campo Grande. Um total de cinco mil imóveis foram colocados à venda, com previsão de R$ 400 milhões em volume de negócios.

De acordo com o superintendente regional em exercício da Caixa, Ubiratan Rebouças Chaves, o Feirão este ano deve terminar com menor número de visitantes. Até a noite de ontem foram 4,9 mil, contra os 11 mil registrados no evento anterior. No entanto, de acordo com Chaves, há algumas diferenças no perfil do comprador. “A maioria ainda vem em busca do primeiro imóvel, mas muita gente já busca pela aquisição do segundo”, comentou.

“A diferença maior é que no ano passado tinha muita gente só pesquisando e agora as pessoas estão vindo para fechar negócio mesmo”, avalia o corretor James Antonio Gomes, profissional de uma das 46 empresas participantes do Feirão.

Pela imobiliária em que Gomes trabalha está sendo ofertado o imóvel mais barato da feira, uma casa no bairro Lageado, com 56 metros de área construída, no valor de R$ 65 mil. Gomes conta ainda que a maioria de seus clientes se encaixa no perfil do Programa Minha Casa Minha Vida e vai à procura de imóveis com valor entre R$ 60 mil e R$ 120 mil. Ainda segundo os organizadores, a maioria dos clientes do feirão é de casais jovens, com idade entre 25 e 35 anos.

Mais caro - O imóvel mais caro do feirão é um apartamento no Solar do Pantanal, no centro de Campo Grande, com área de 746 metros, incluindo sete salas, ofertado por R$ 3 milhões. A gerente da imobiliária que comercializa o imóvel, Cleide Petelin, informou esta manhã que três clientes já haviam agendado visita ao apartamento: “um político, um advogado e uma pessoa de São Paulo”.

“Quem faz esse investimento com certeza não está adquirindo o primeiro imóvel”, comenta Cleide, completando que a transação, além do preço do apartamento, gera ainda um custo de 4% do valor em taxas e impostos. A comissão de venda, nesse caso, é de 5%.

Mais perto - A técnica em enfermagem Luciana Arruda, 26 anos, e o marido dela, Carlos Barros, 39 anos, vendedor, são exemplo do perfil do cliente desta edição do Feirão. Eles são casados há três anos e têm um filho. Já tem casa própria, no Mário Covas, mas procuram casa na região do Rita Vieira.

“Ainda estamos em dúvida se vamos vender a casa ou não, mas queremos morar mais perto do centro”, explica Luciana. Para Carlos, os preços dos imóveis este ano estavam bem atrativos, mas ele procurava boas condições para fechar negócio. “Ainda não estou decidido; estou procurando uma parcela que caiba no bolso”, explicou.

Feirão de imóveis da Caixa começa nesta quarta e vai até dia 28
Evento será no Armazém CulturalComeça nesta quarta-feira (25) o 7º Feirão da Caixa e 8ª Feira de Imóveis do Secovi/MS, que será realizada no Armazém...
Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions