A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

21/05/2009 15:50

Gado paraguaio poderá ser abatido em Porto Murtinho

Redação

Mato Grosso do Sul tenta convênio para viabilizar que o gado paraguaio possa ser abatido em Porto Murtinho, município distante 484 quilômetros de Campo Grande e que faz fronteira com o país vizinho. O prefeito da cidade, Nelson Cintra (PSDB), revelou que viaja dia 29 a Assunção (PY), com a secretária de Produção, Tereza Cristina, na intenção de fechar o acordo, que possibilitará a entrada de gado em pé ao Estado.

A Marfrig Alimentos anunciou a retomada dos abates na unidade de Porto Murtinho, prevista para ocorrer até a próxima segunda-feira. A expectativa é abater 850 bovinos por dia.

Segundo o prefeito, o convênio poderá baratear o custo para o frigorífico, que atualmente compra gado em Bela Vista e Jardim, de propriedades mais distantes que as do Alto Paraguai. Ele prevê como consequência queda do preço também para o consumidor.

De acordo com Cintra, a região do Alto Paraguai tem 150 mil animais e fica longe de Assunção, onde são abatidos. Desta maneira, a assinatura de convênio neste sentido seria viável tanto para os produtores paraguaios quanto para a empresa.

O prefeito ressalta ainda que a medida não foi adotada antes porque o Paraguai não tinha o status de área livre de febre aftosa. Com a obtenção do status, o MAPA (Ministério da Agricultura e Pecuária) liberou o convênio, segundo Cintra.

Para ele, as negociações estão perto de ser concluídas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions