ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SÁBADO  06    CAMPO GRANDE 24º

Economia

Gás mais caro da Capital custa R$ 90 e é vendido no Monte Castelo

Procon encontrou variação de 32% no valor do botijão de 13 quilos vendido na cidade

Por Tainá Jara | 19/01/2021 13:09
Preço do gás de cozinha pode variar 32% em Campo Grande (Foto: Direito das Ruas)
Preço do gás de cozinha pode variar 32% em Campo Grande (Foto: Direito das Ruas)

O gás de cozinha mais caro de Campo Grande custa R$ 90 e é vendido na região do Bairro Monte Castelo.  Foi o que apontou pesquisa do Procon Municipal, realizada entre os dias 11 e 15 de janeiro. A variação é 32% no valor do botijão de 13 quilos na cidade.

Na Vila Serradinho, na região do Imbirussu, foi encontrado o menor valor praticado. Lá, o gás de cozinha pode ser encontrado por R$ 68,00.

A pesquisa colheu amostras em 14 distribuidores da Capital. Foram escolhidos estabelecimentos espalhados pelas diversas regiões da cidade. A variação de preços encontrada foi de 32%.

No dia 6 de janeiro,a Petrobrás anunciou aumento de 6% no preço do GLP (Gás Liquifeito de Petróleo), depois de já ter ocorrido um reajuste de 5% do preço no gás de cozinha em dezembro de 2020.

O gás de cozinha encerrou o ano passado com alta de 9,24%, segundo o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), divulgado na semana passada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Isso representa mais que o dobro da inflação de 4,52% registrada no ano passado

Conforme dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o consumidor paga hoje, em média, R$ 75,04 por um botijão de 13 quilos. O valor máximo chega a R$ 105. Entidades estimam que o valor do botijão pode atingir R$ 200 em 2021.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário