A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 17 de Agosto de 2019

19/06/2019 12:30

Grupo que vai assumir fábrica quer incentivos fiscais dados à Petrobras

Governador Reinaldo Azambuja disse que vai avaliar pedido, mas entende que transferência seja natural

Jones Mário e Leonardo Rocha
Grupo russo adiantou para Reinaldo Azambuja que vai pedir transferência dos incentivos fiscais (Foto: Leonardo Rocha)Grupo russo adiantou para Reinaldo Azambuja que vai pedir transferência dos incentivos fiscais (Foto: Leonardo Rocha)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) aguarda representantes do conglomerado russo Acron para rodada de conversas sobre a compra da UFN3, unidade de fertilizantes nitrogenados subsidiária da Petrobras que teve venda destravada pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Segundo o tucano, o grupo adiantou que quer a transferência dos incentivos fiscais dados à estatal para assumir a fábrica.

“Vamos nos reunir para avaliar, mas entendemos que seja natural a transferência”, disse Azambuja hoje, durante evento na sede da PMA (Polícia Militar Ambiental).

Na última segunda-feira, o titular da Semagro (Secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck, declarou que a Petrobras já solicitou a prorrogação dos incentivos fiscais da unidade por mais dois anos.

A planta fica em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, mas ainda não foi concluída. As obras começaram em 2011 e foram paralisadas em dezembro de 2014 - com 81% finalizadas - quando a estatal rescindiu contrato com o consórcio responsável pela construção alegando descumprimento do contrato.

A retomada das conversas para venda da fábrica foi possibilitada por decisão do STF, que liberou a venda do controle acionário de subsidiárias de empresas públicas e sociedades de economia mista, sem que para isso seja preciso aval legislativo ou processo de licitação.

A comitiva russa deve desembarcar em Campo Grande na segunda quinzena de julho. Os representantes do conglomerado vão apresentar cronograma de compra da fábrica, volume de recursos que serão aportados e prazos para concluir negociação.

O governo do Estado estima que o complexo vai gerar mil empregos diretos e aproximadamente 10 mil postos de trabalho indiretos.

UFN3 - A unidade de fertilizantes nitrogenados tem capacidade de produção de 761,2 mil toneladas/ano de amônia e 1.223 mil toneladas/ano de ureia granulada. O complexo é composto por unidade de geração de hidrogênio, unidade de produção de amônia, unidade de produção de areia, de granulação, utilidades, áreas de estocagem e expedição.

A Acron pretende investir R$ 5 bilhões. Em 2017 o volume de vendas da empresa atingiu mais de 7,3 milhões de toneladas, com receitas consolidadas de US$ 1,6 bilhão. A Acron é uma sociedade anônima de capital aberto, com ações negociadas na Bolsa de Valores de Moscou e de Londres.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions