ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, SEGUNDA  04    CAMPO GRANDE 24º

Economia

Impulsionado pela soja, exportações de MS somam US$ 5,5 bilhões neste ano

O montante é 13% maior do que o registrado no ano passado

Izabela Cavalcanti | 06/09/2022 12:12
Exportações da soja somaram US$ 1,9 bilhão, de janeiro a agosto deste ano (Foto: Divulgação/Semagro)
Exportações da soja somaram US$ 1,9 bilhão, de janeiro a agosto deste ano (Foto: Divulgação/Semagro)

As exportações de Mato Grosso do Sul somaram US$ 5,5 bilhões, de janeiro a agosto deste ano. O montante é 13% a mais se comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados US$ 4,9 bilhões em vendas externas. Os dados são da Carta de Conjuntura, da Coordenadoria de Economia e Estatísticas da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Agricultura Familiar).

Já as importações chegaram a US$ 2,2 bilhões, neste ano, contra US$ 1.595.307, do ano passado. Com isso, o superávit da balança comercial ficou em US$ 3.267 bilhões.

A soja em grão é o principal produto na pauta de exportações, totalizando US$ 1,9 bilhão, com 34,38% do total exportado em termos do valor, e com diminuição de 2,11% em relação ao mesmo período no ano passado. Em relação ao volume a queda foi de 28%.

A celulose é o segundo principal produto exportado, totalizando US$ 985 milhões, com 17,73% de participação. O recuo em termos de valor é de 2,52%, se comparado a 2021. O volume aumento 4,39%.

O principal município exportador, de janeiro a agosto de 2022, foi Três Lagoas, com US$ 1,2 bilhão, cerca de 31,68% dos valores exportados, com composição baseada sobretudo nas exportações na indústria de Papel e Celulose.

Importação – Mato Grosso do Sul continuou com a pauta concentrada na importação de gás boliviano, representando 40,80% do montante em janeiro a agosto.

O destino das exportações foi concentrado para a China, representando no ano cerca de 41,77% do valor total das exportações.

Os países com maior aumento na participação foram Índia (743,73%) e Irã (217,15%).

A maior participação no valor exportado foi no Porto de Paranaguá, com 39,82%. Em seguida está Porto de Santos, com 31,91%.

Nos siga no Google Notícias