A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018

10/01/2008 13:15

Itens da cesta familiar ficaram 8,29% mais caros em 2007

Redação

O índice da Cesta Básica Familiar teve variação positiva de 8,29% no ano passado, segundo a Semac (Secretaria de Estado do Meio Ambiente, das Cidades, do Planejamento da Ciência e Tecnologia). Este índice mede o custo da Cesta Básica destinada a uma família composta por cinco pessoas e composta por 40 produtos. Somente no mês de dezembro, o custo da cesta teve aumento de 2,06% fechando em R$ 810,07.

Assim como no índice que mede a Cesta Básica Alimentar, o feijão também pressionou a Familiar, variando 20,14% somente no mês de dezembro. Também apresentaram alta acentuada produtos como alface (11,01%), banana (9,45%), manteiga (6,55%), frango (5,81%), óleo (4,93%), mandioca (4,93%), queijo (4,57%), couve (4,50%), doces (3,33%).

As baixas ficaram em produtos como o tomate (-9,47%), batata (-6,35%), macarrão (-5,61%), margarina (-5,48%), leite (-4,81%), cenoura (-4,72%), mamão (-3,33%), alho (-3,25%), açúcar (-2,76%) e sal (-2,57%). Pão e laranja não apresentaram alteração de preço.

Além de alimento, a cesta compõe produtos de higiene pessoa e limpeza Doméstica, que teve queda de 0,10%, destacando os seguintes produtos: água sanitária (-12,10%) e detergente (-4,50%). Para adquirir os 40 produtos da cesta, o trabalhador teve que comprometer 44% da renda familiar. O índice considera o valor de cinco salários mínimos (R$ 1,9 mil).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions