A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

16/09/2012 13:25

Jornal aponta Três Lagoas como nova "rainha da celulose" no País

Luciana Brazil
Floresta de eucalipto em Três Lagoas que será usada pela empresa Fibria.(Danilo Verpa/Folhapress)Floresta de eucalipto em Três Lagoas que será usada pela empresa Fibria.(Danilo Verpa/Folhapress)

Destaque no jornal Folha de São Paulo, o município de Três Lagoas foi apontado na edição on-line deste domingo como a nova “rainha da celulose”, deixando de ser a capital do gado. O jornal ainda citou a elevação dos salários que estaria atrelada a instalação de novas indústrias no município.

A fábrica de celulose da Eldorado Brasil, que inicia as atividades em novembro, ostenta um projeto de R$ 6,2 bilhões e prevê, apenas de aparato logístico, cerca de R$800 milhões.

Com quase 90 mil habitantes, o município distante a 338 km de Campo Grande, abrigava até a década de 90 um dos maiores rebanhos de gado do país, de um milhão de cabeças. Agora, a cidade passa a ser considerada como a grande promessa da celulose no país e no mundo.

Em novembro, com a inauguração da fábrica de celulose, a cidade terá capacidade para produzir 3 milhões de toneladas de celulose por ano. Este número é apontado como a maior capacidade de produção da matéria prima em uma única cidade do mundo.

De acordo com a Folha, em dois meses, “Três Lagoas vai abandonar definitivamente a alcunha de capital do gado e adotar um novo sobrenome: a capital mundial da celulose”.

O novo investimento do grupo J&F se soma ao da concorrente Fibria, que se instalou na cidade em 2009, produzindo 1,3 milhão de toneladas ao ano.

Com o capital que tem chegado à cidade, em uma onda de investimentos nos últimos oito anos, fez o PIB (Produto Interno Bruto) dobrar entre 2005 e 2009, segundo a reportagem do jornal.

A produção de riqueza da cidade teria crescido 300%, segundo a Secretaria do Desenvolvimento do Estado, o que tornou o município a terceira maior economia do Estado.

A reportagem cita ainda que cerca de 15 mil novos habitantes começam a chegar ao município.

“São trabalhadores das fábricas - só na construção da unidade da Eldorado Brasil, há 13 mil pessoas envolvidas -, executivos trazidos para coordenar as operações fabris e profissionais de cidades vizinhas que buscam uma oportunidade na agora efervescente Três Lagoas”.

Conforme publicado na matéria, o projeto de um aeroporto estaria novamente sendo analisado, podendo ser concluído até o fim do ano.

A vantagem logística do município é um dos motivos para a ascensão econômica da cidade, já que oferece a logística trimodal, de rodovias, hidrovias e ferrovias. Além disso, os incentivos fiscais do governo, como a doação de terrenos e isenção de ICMS teriam ajudado a atrair empresas, de acordo com a Folha, que ainda aponta a abundância de terras no nordeste do Estado.

Três Lagoas apresenta área de plantio de cerca de R$ 6 milhões de hectares. “Por causa da expansão da indústria, muitos donos de terras, que por muito tempo se dedicaram à criação de gado, hoje estão arrendando terras para o plantio das florestas de eucalipto”, cita a reportagem.

Entre os principais investimentos feitos recentemente no município estão a Petrobras, com uma fábrica de fertilizantes, a Sitrel, uma siderúrgica do grupo Votorantim e Cargil, com uma fábrica de biodiesel, além da Eldorado Brasil com a fábrica de celulose.



De acordo com o IBGE Três Lagoas possuí 105.224 habitantes, conforme matéria do Campo Grande News do dia 31/08/2012.
 
Daiane Sant'ana em 16/09/2012 04:03:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions