A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

06/12/2008 09:11

Lula volta a pedir que população continue comprando

Redação

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a afirmar que manter a economia aquecida não depende apenas do governo federal.

Segundo o presidente, o governo está injetando recursos na economia ao conceder empréstimos para construção civil e para o setor automobilístico, mas "agora depende de cada um fazer a sua parte para manter a economia aquecida".

"As pessoas precisam continuar comprando para manter a economia forte. Se não comprar, aí que as empresas param de produzir e começam a demitir. Se não têm dívidas, comprem", disse.

Segundo o presidente, os estados também têm colaborado ao conceder empréstimos e o próprio governo pensa em baixar os juros.

"Está na hora de baixar os juros e os preços. Os empresários também têm que fazer a sua parte, os bancos também. Movimentar a economia é responsabilidade de todos", disse.

O presidente ressaltou também que "a crise é séria porque nasceu no sistema financeiro, mas o Brasil está mais preparado que os demais porque diversificou sua balança comercial".

"Quando a crise começa nos países ricos, eles compram menos e os em desenvolvimento vendem menos para eles", afirmou.

De acordo com Lula, 40% do Produto Interno Bruto (PIB) da China vem das exportações, enquanto no Brasil são apenas 13%. "Portanto, se deixarem de comprar, isso não é um problema tão grande para gente. Sem contar que hoje não vendemos só para os Estados Unidos e a União Européia e sim para outros países", completou.

Lula acredita que a crise financeira será importante para todos no futuro. "Eu acredito que esta crise é uma grande oportunidade para nós e para o mundo todo tanto quanto acredito em Deus: depois desta, o sistema financeiro será mais preocupado com a economia real e as questões sociais", garantiu.

Lula afirmou que o Brasil criou 2 milhões e 200 mil novos postos de trabalho em 2008. "O Obama [presidente eleito dos Estados Unidos] disse que vai criar 2 milhões e 500 mil até 2011. Se já criamos tanto emprego agora é porque ainda temos muita gordura para queimar", ressaltou.

Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions