A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

17/02/2017 16:17

Maioria dos campo-grandenses vai passar Carnaval na cidade, aponta pesquisa

Apenas 21,8% pretende viajar e para destinos dentro do Estado

Elci Holsback
Quem vai ficar pela cidade, pretende se divertir nos blocos de rua (Foto: Arquivo CG News)Quem vai ficar pela cidade, pretende se divertir nos blocos de rua (Foto: Arquivo CG News)

O campo-grandense está contido quanto aos gastos para o feriado de Carnaval deste ano e, viajar está nos planos apenas de uma parcela pequena da população, que deve gastar entre R$ 49 e R$ 450 no período. É o que indica pesquisa de intenção de gastos e comemoração do feriado, realizada pela Fecomércio (Federação do Comércio, de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul).

Segundo o estudo divulgado nesta sexta-feira (17) das 270 pessoas ouvidas, apenas 21,8% pretende viajar, contra 77,2% que pretende passar o feriado na Capital. Quem optou por viajar, os principais destinos escolhidos são dentro do Estado: 15,3% pretende passar a comemoração em Corumbá; 11,9 % deve ir para Rio Verde e outros 10,2% pretende ir para área rural, como chácaras.

Apenas 6,8% deve sair de Mato Grosso do Sul e o Rio de Janeiro foi o único destino fora do Estado apontado pelos entrevistados. Bonito e Jardim empatam com 3,4% dos possíveis destinos para viagens de Carnaval do campo-grandense.

"A maior parte da movimentação econômica em decorrência do Carnaval deve ficar na própria Capital, uma vez que entre os moradores, apenas 21,8% indicaram intenção de viajar no período de Carnaval", explica o presidente da Fecomércio, Edison Araújo. 

Quem vai ficar na cidade, também não tem intenção de participar de celebrações. A pesquisa aponta que 81,8% não vai comemorar o Carnaval e destes, 47,9% deve passar o feriado todo em casa. Apenas 27,2% pretende participar de festas, principalmente blocos de rua.

O Uber apareceu como segundo meio de transporte que deve ser mais utilizado no período. Devem utilizar carro próprio 74,1% dos entrevistados e outros 13,7 % pretendem utilizar os serviços desse transporte. Os ônibus aparecem com 8,6%. 

Gastos - Pretendem gastar até R$ 49 no Carnaval, 27,7% dos pesquisados; 20,3 deve gastar entre R$ 50 e R$ 149; devem gastar entre R$ 150 e R$ 249, outros 14,8%. 6,6% pretende gastar de R$ 250 a R$ 349, apenas 2,5% pretende gastar entre R$ 350 e R$ 449 e 9,2% dos entrevistados devem gastar mais de R$ 450 com a festa.

A maior parte dos custos, de acordo com a pesquisa será com alimentação, que deve ocupar 51,7% do orçamento; bebidas ficam em segundo lugar, com 35,7%; viagem aparece com 8,5%; Uber com 2,1%; fantasia com 1%, clubes com 0,5% e táxi aparece em último, com 0,2% da intenção de gastos.

A pesquisa da Fecomércio aponta ainda que o campo-grandense avalia o Carnaval regional como negativo, já que 23,7 % acredita que o evento é muito ruim na cidade e outros 20,3% avaliou como ruim. Os entrevistados apontaram,sugestões para melhorar o Carnaval na Capital: 43,5% solicitam mais segurança e 38,71% mais atrativos, com apresentações de bandas e blocos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions