A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

17/03/2011 14:34

Mais caros por conta da chuva, verdura e legumes puxam alta do IPC em março

Fabiano Arruda

Puxado pela alta dos preços de verduras e legumes após as chuvas que prejudicaram os produtores em Mato Grosso do Sul, o IPC/CG (Índice de Preços ao Consumidor de Campo Grande) registrou aumento de 0,21% na primeira semana deste mês.

“Houve muita perda nas regiões produtoras, o que diminuiu a oferta de legumes e verduras”, explica o coordenador do Nepes (Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas e Sociais) da Uniderp (Universidade Anhanguera-Uniderp), professor Celso Correia.

O Nepes é responsável pelo cálculo mensal do IPC/CG, que além do grupo de alimentação, teve a alta influenciada pelo grupo de Transportes.

Conforme a publicação, os produtos que mais subiram de preço foram: repolho 20,88%; pepino 19,23%; cenoura 18,21%; abacaxi 17,78%; maracujá 17,35%; batata 15,47%; alface 15,02%; melão 14,30%; salsa 13,24% e farinha de trigo 11,70%.

No grupo Transportes, altas foram registradas nos valores dos automóveis novos 6,28% e do etanol 3,97%.

Já no caso da carne bovina, enquanto alguns cortes tiveram alta, como: cupim 13,60%; peito 12,10%; coxão-mole 6,79%; e acém 5,96%; outros apresentaram queda no preço, exemplo: filé mignon (-8,88%); contra-filé (-8,33%); lagarto (-5,53%) e picanha (-3,91%).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions