A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

24/12/2012 11:59

Manhã foi de movimento calmo nas lojas e de supermercados lotados

Luciana Brazil e Mariana Lopes
Movimento é menor, mas comerciantes acreditam que à tarde deve melhorar. (Fotos:Rodrigo Pazinato)Movimento é menor, mas comerciantes acreditam que à tarde deve melhorar. (Fotos:Rodrigo Pazinato)
Filas imensas. Quem deixou para última hora a ida ao mercado, tem que se preparar. Filas imensas. Quem deixou para última hora a ida ao mercado, tem que se preparar.

Com lojas mais vazias, no início da manhã desta segunda-feira (24), comerciantes sentiram a queda no movimento em comparação com o final de semana, quando as ruas no centro de Campo Grande ficaram lotadas. A expectativa para hoje é que no período da tarde os clientes voltem com mais intensidade.

Nos supermercados, porém, a compra dos produtos da ceia de Natal ainda levou muitos dos que não tiveram tempo durante a semana ou deixaram para a última hora.

Nas lojas do Centro, por volta das 8h30, logo depois da abertura, os vendedores eram unânimes e diziam que hoje as vendas não estavam tão positivas. “Ontem, nesse mesmo horário, as lojas estavam cheias. Tinha gente esperando a loja abrir”, contou o vendedor Mateus Errobidarte, 18 anos.

Para o proprietário da ótica Nakasse, Roberto Nakasse, 42 anos, muita gente que ainda não fez as compras de Natal está trabalhando no período da manhã e deve deixar para comprar à tarde, o que deve melhor o movimento.

“Hoje está bem calmo, acredito que a maior parte das pessoas já fez as compras de Natal. Mas também tem muita gente que está trabalhando e à tarde deve melhorar”.

Marley não teve tempo de comprar a ceia e precisou enfrentar o supermercado lotado na manhã de hoje.Marley não teve tempo de comprar a ceia e precisou enfrentar o supermercado lotado na manhã de hoje.

Supermercado: Enquanto no centro as lojas estiveram mais vazias pela manhã, os supermercados estavam lotados, com filas que não acabavam mais.

Próximo a hora do almoço, os estabelecimentos estavam bem cheios. Como sempre, teve gente comprando a ceia de Natal na correria.

A dona de casa Marley Borges, 40 anos, contou que não teve tempo para comprar a ceia e teve que corre para o mercado. Com uma lista na mão, ela disse ter ficado responsável por comprar os aperitivos da festa. “Apesar de estar cheio agora, no fim da tarde vai estar mais ainda”.

Um pouco mais programada, a também dona de casa, Neusa Vilela Siqueira, 54 anos, afirmou que a compra básica já havia sido feita, agora, a ida ao mercado era apenas para comprar alguns detalhes. “Comprei tudo antes para não deixar para última hora. Agora só preciso comprar bebidas e frutas”.

Mas apesar de se livrar do mercado, Neusa disse que ainda precisa ir ao centro comprar os presentes que ficaram faltando.

Muita gente nas filas foi o cenário que a estudante Gabriela Ribeiro, 24 anos, encontrou ao chegar no mercado. Hoje, ela disse foi apenas reforçar a comida para amanhã (25), já que para a ceia de hoje já tinha comprado tudo. “Amanhã, além de ser difícil achar mercado aberto, também dá preguiça de sair de casa”.

Dentro do mercado, além do movimento, a estudante ainda encarou várias filas, na padaria, no açougue. “Já estou pensando na fila do caixa”.

Agências têm até hoje para se credenciar para receber turistas chineses
Agências de turismo e viagens do Brasil que têm interesse em trabalhar com turistas chineses devem se habilitar junto ao Ministério do Turismo. O pr...
Receita Federal paga R$ 43 milhões no último lote do Imposto de Renda em MS
A Receita Federal paga nesta sexta-feira (15) o último lote do IRPF (Imposto sobre a Renda da Pessoa Física), de 2017, que contempla 30.300 contribui...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions