ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 23º

Economia

Metade dos contribuintes de MS declarou imposto; prazo acaba sexta

Por Ricardo Campos Jr. | 24/04/2017 13:25
O programa gerador da declaração está disponível e pode ser baixado no computador, celular ou tablet (Foto: Marcos Ermínio)
O programa gerador da declaração está disponível e pode ser baixado no computador, celular ou tablet (Foto: Marcos Ermínio)

Faltam quatro dias para o fim do prazo de entrega do Imposto de Renda e apenas metade dos contribuintes já entregou as declarações em Mato Grosso do Sul. O delegado da Receita Federal no estado, Edson Ishikawa, afirma que 215 mil pessoas já acertaram as contas com o Leão de um total de 390 mil.

Os números são preocupantes, pois segundo ele, não haverá prorrogação. Quem perder o prazo terá que pagar multa.

Da parte da Receita, conforme o dirigente, o sistema está preparado para receber grande volume de declarações em um curto espaço de tempo, mas deixar para a última hora não é uma boa ideia, pois todos estão sujeitos a terem problemas técnicos no computador, por exemplo, ou dificuldade para acessar demonstrativos de movimentação bancária ou extratos de financiamentos, por exemplo.

O percentual de declarações em Mato Grosso do Sul está acompanhando a média brasileira, onde 55% já cumpriram o protocolo com a Receita, e está repetindo o ocorrido em 2016. “No ano passado, no último dia nós tivemos quase quatro milhões de declarações no país, ou seja, muita gente deixou para o último momento”, afirma.

O programa gerador da declaração está disponível e pode ser baixado no computador, celular ou tablet. Quem não declara, paga multa de 1% do imposto devido, limitada a 20% ou o mínimo de R$ 165,74.

Erros na prestação das informações ou sonegação de dados podem fazer o cidadão cair na chamada malha fina, uma espécie de fiscalização do órgão que pode culminar em penalidades, como multas.

Omissões de rendimento são aquelas que mais complicam a vida dos contribuintes. Elas ocorrem principalmente nos casos de profissionais que prestam serviços para empresas, mas se esquecem de colocar essas informações na declaração, segundo Ishikawa.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário