A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2019

21/02/2018 13:56

MS fechou 217 empresas em janeiro, o segundo pior resultado em 18 anos

Apesar disso, a quantidade sinaliza recuperação do setor empresarial de MS

Osvaldo Júnior
Loja fechada no centro de Campo Grande (Foto: Paulo Francis)Loja fechada no centro de Campo Grande (Foto: Paulo Francis)

O setor empresarial de Mato Grosso do Sul sinaliza recuperação, mas ainda apresenta números relativamente modestos. Levantamento divulgado nesta quarta-feira (21) pela Jucems (Junta Comercial de MS), órgão vinculado à Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) mostra que foram fechados 217 estabelecimentos em janeiro deste ano. A quantidade é 4,4% inferior a de igual mês, mas é a segunda maior da série histórica da Jucems, iniciada em 2000.

Em janeiro do ano passado, 227 empresas fecharam as portas, número recorde para o mês. Neste ano, em igual período, o quadro foi levemente amenizado, mas o volume continua, historicamente, acentuado.

Apenas neste ano e em 2017, foram contabilizados, em janeiro, número superior a 200 fechamentos de empresas. Para o mês, o menor resultado foi de 2000, com 45 extinções de estabelecimentos.

O início de recuperação também é indicativo pela quantidade de empresas abertas. Foram 445 em janeiro, o maior número para o período em três anos. Na comparação mesmo mês de 2017, com 427 negócios, o incremento é de 4,21%.

A maior parte das empresas abertas (61% ou 271) é do setor de serviços. Na sequência, estão comércio (153 estabelecimentos ou 34%) e indústria (21 ou 5%).

Na avaliação do presidente da Jucems, Augusto César de Castro, os números de janeiro sinalizam aquecimento da economia e decorrente maior otimismo dos empresários.

Dólar sobe pelo 4º dia seguido e fecha cotado a R$ 3,75
O dólar comercial fechou a sexta-feira (18) em alta de 0,22%, cotado a R$ 3,756 para venda. Este é o 4º avanço consecutivo e o maior valor de fechame...
Seguro-desemprego é reajustado em 3,43% e parcela máxima chega R$ 1.735,29
O empregado demitido sem justa causa terá o seguro-desemprego corrigido em 3,43%, correspondente à inflação do Índice Nacional de Preços ao Consumido...
Interior da Ásia e África registram aumento de turistas
Aos poucos os turistas estão descobrindo as belezas das cidades do interior dos principais países. Cingapura e Kuala Lumpur (Malásia) continuam no to...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions