A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

02/08/2011 10:29

MS lidera produção de crambe, grão pouco conhecido no País

Fabiano Arruda

Mato Grosso do Sul, juntamente com Goiás, desponta na liderança da produção do crambe (Crambe abyssinica), um grão ainda pouco conhecido no País e que pode ser utilizado pela indústria química, na alimentação de ruminantes (farelo) e para a produção de biodiesel.

A produção de crambe no Brasil tem garantia de comercialização graças a demanda gerada por indústria como a Granol, de Oswaldo Cruz (SP), e a Caramuru Alimentos, que fica na cidade de Itumbiara (GO).

Além do biodiesel, o crambe pode ter utilização na área industrial graças ao volume de ácido graxo nele encontrado. “Em todo seu óleo encontra-se 55% de ácido erúcico que pode funcionar como agente deslizante em ligas plásticas. Também está sendo testada sua utilização em transformadores e como lubrificantes, substituindo óleos minerais”, conta o engenheiro agrônomo e pesquisador Renato Roscoe, da Fundação MS, órgão que esteve à frente das primeiras ações com o grão no Estado, a partir de sementes originadas do México, nos anos 90.

Os goianos lideram a produção do grão com 3,5 mil hectares plantados em regiões como Itumbiara, Rio Verde, Jataí, Luziânia e Formosa. Mato Grosso do Sul vem logo atrás com 3 mil hectares e plantações vistas em Ponta Porã, Maracaju, Dourados, São Gabriel e Chapadão do Sul.

No Estado, o ciclo de produção vai de março a maio. Em Goiás fica entre fevereiro e abril. A região de Sorriso, no Mato Grosso, também tem áreas de plantação em adaptação. Minas Gerais e a região Nordeste também figuram como potenciais para desenvolverem a cultura.

Futuro promissor - Segundo o pesquisador da Fundação MS, a expectativa é que a cultura tenha crescimento rápido para atender à demanda das indústrias e também pela remuneração. “A tonelada do crambe está sendo adquirida a um preço médio de R$ 550,00 para um custo de produção que varia entre R$ 250,00 a R$ 280,0 a tonelada”, garante.

Ainda conforme o engenheiro, só a Caramuru Alimentos tem capacidade de esmagar 1.500 toneladas/dia, o que representa que toda a atual produção brasileira pode ser processada em menos de uma semana por apenas uma indústria.

O plantio, de acordo com o agrônomo, pode ser feito em linhas de 20 ou 45 cm utilizando tanto semeadoras de soja quanto de trigo e de arroz. Na colheita, Roscoe garante que pode ser utilizada a máquina de soja que, no entanto, deverá ser regulada.

Entretanto, o frete mais caro é um dos empecilhos, por enquanto, para alavancar a produção, por conta de o crambe ter peso mais leve em relação à soja, por exemplo. A colheita é feita a partir da cápsula inteira, que possui uma bolsa de ar entre a capa e o grão propriamente dito.

“A relação é de 60% em comparação com a soja, ou seja, um caminhão que tradicionalmente transportaria 36 toneladas desta oleaginosa consegue levar apenas 22 toneladas de crambe”, compara o pesquisador da Fundação MS.

Particularidades - O crambe não concorre com a indústria alimentícia, tem ciclo muito curto (90 dias) e, por isto, é adequado para a segunda safra, seu cultivo é de baixo risco, é ideal para rotação de culturas.

Atualmente a oleaginosa não é muito desenvolvida em outras regiões pelo mundo. Originária da Etiópia, começou a ser plantada comercialmente nos anos 90 nos Estados Unidos e posteriormente no Reino Unido e em outros países da Europa. O crescimento da cultura acabou sendo inibido. O plantio concorria com culturas de safra, já que as condições climáticas impediam a sua utilização no período da chamada “safrinha”.

Com o clima, no Brasil, a situação foi diferente, sobretudo no Centro-Oeste, que permitiu seu plantio como cultura de segunda safra.

Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions