A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 30 de Abril de 2017

16/03/2017 17:39

MS mantém reação de janeiro e contrata mais que demite em fevereiro

É o segundo mês consecutivo de reação, depois de dois anos deixando de ganhar vagas formais de emprego

Lucas Junot
O setor de serviços puxou o índice com o maior saldo de novas contratações (Foto: Fernando Antunes/Arquivo)O setor de serviços puxou o índice com o maior saldo de novas contratações (Foto: Fernando Antunes/Arquivo)

Pelo segundo mês consecutivo, depois de dois anos deixando de ganhar vagas de empregos formais e, ao contrário, registrando mais demissões do que contratações, Mato Grosso do Sul teve saldo positivo na geração de postos de trabalho em fevereiro de 2017.

Em nível nacional, o mercado também registrou uma pequena variação positiva, ainda que tímida, em relação ao mês anterior.

Os dados Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados nesta quinta-feira (16), mostram que, em Mato Grosso do Sul, o saldo entre admissões e demissões foi de 2.517, em fevereiro. Ao todo, foram 21.379 pessoas contratadas e 18.862 despedidas, variação de 0,49%.

O setor de serviços apresentou o maior saldo entre os setores da economia estadual, com 935 novos postos de trabalho, mas a agropecuária despontou na variação, 1.20%, o que representa 863 mais contratações que demissões, em relação ao mês anterior.

Apenas a administração pública e serviços de utilidade pública retraíram, em relação a fevereiro. Juntos os setores demitiram 33 pessoas a mais do que contrataram.

Em janeiro o saldo foi de 817 vagas. Nos municípios com mais de 30 mil habitantes, foram 15.212 contratações e 14.599 demissões – saldo de 613 postos de trabalho.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions