ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SÁBADO  13    CAMPO GRANDE 29º

Economia

MS tem 1,05 milhão de empregados e renda média mensal é de R$ 3,2 mil

Estado é o sexto com menor índice de trabalhadores autônomos em todo Brasil

Por Kamila Alcântara | 19/02/2024 18:10
Trabalhador segura nas mãos a CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social).(Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Trabalhador segura nas mãos a CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social).(Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

Mato Grosso do Sul está com 743 mil pessoas contratadas no setor privado, sendo o Estado com o sexto menor índice de trabalhadores autônomos no país, de acordo com a PNADC-T (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Trimestral) divulgados pelo IBGE (Instituto Nacional de Geografia e Estatística). Os dados levam em consideração os números dos últimos três meses de 2023.

Segundo a Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Ciência, Tecnologia e Inovação), este é o maior patamar de trabalhadores privados já registrado desde o início da série histórica e representa aumento de 28% em 11 anos.  No total, há 1,05 milhão de empregados em MS, número que além dos 743 mil citados, soma ainda 222 mil no setor público e 93 mil trabalhadores domésticos.

Ainda conforme a PNADC-T, no último trimestre de 2023, o trabalho por conta própria, frequentemente referido como autônomo ou informal, registrou uma redução de 6,62% no número de trabalhadores, caindo de 317 mil para 296 mil em comparação com o mesmo período em 2022.

Isso garantiu ao Estado a sexta menor taxa de informalidade no País, ficando atrás somente de Santa Catarina, Distrito Federal, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul.

Em termos de renda, considerando o rendimento médio real habitualmente recebido por todos os trabalhos pelos ocupados, a média do período é de R$ 3.295,00. Apesar desse valor ser 2,8% menor que no mesmo período de 2022, é considerado estável pelo IBGE. "O número é considerado estável em relação ao trimestre anterior (R$ 3.353,00) e ao mesmo trimestre de 2022 (R$ 3.390,00)", cita nota do instituto em Mato Grosso do Sul.

Por fim, o empreendedorismo no Estado teve recuo de 19,4% em relação ao trimestre anterior ao analisado (julho, agosto e setembro). Eram 92 mil trabalhadores ocupados como empregador e total caiu para 74 mil nos últimos três meses do ano passado.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias