ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 19º

Economia

MS tem melhor resultado na abertura de empresas dos últimos seis anos

Foram mais de 7 mil novos CNPJs em 2019, puxados pelo setor de serviços segundo dados da Junta Comercial

Por Rosana Siqueira | 17/01/2020 16:46
Simplificação de processos na Jucems ajudou no resultado de atração de novas empresas. (Divulgação)
Simplificação de processos na Jucems ajudou no resultado de atração de novas empresas. (Divulgação)

A abertura de empresas avançou 11,4% em 2019, com 7.087 novos empreendimentos no Estado. Com ações visando simplificar os processos, a Jucems (Junta Comercial de Mato Grosso do Sul) registrou no ano passado, o melhor volume de empresas abertas dos últimos seis anos.
No saldo entre empresas abertas e extintas, em 2019 atingiu o maior ganho líquido dos últimos cinco anos. O resultado é de 3.957 empresas, 27,03% maior que as 3.115 de 2018.

O levantamento da Jucems ainda aponta que o setor de serviços se mantém como o principal segmento econômico, responsável por 62,9% das empresas abertas em 2019. Na sequência vem o comércio com 32,6% e a indústria com 4,35%. Transporte de cargas, restaurantes, comércio de vestuário e construção de edifícios estão entre as principais atividades escolhidas no ano passado.
Entre os municípios, o destaque é para Campo Grande que lidera a abertura de empresas em 2019, respondendo por 42% ou 3.005 novas constituições. Em seguida está Dourados (11,2%), Três Lagoas (4,9%) e Ponta Porã (3,5%).

Liberdade Econômica - Entre as ações que motivaram o resultado estão alterações no âmbito da Rede Sim e da Liberdade Econômica que contribuíram para facilitar os processos de abertura e fechamento de empresas no Estado. De acordo com o presidente Augusto César Ferreira de Castro, entre os principais ganhos estão o registro automático que corresponde a 50% da abertura de empresas, a retirada da taxa para registro de extinção e a dispensa dos procedimentos de alvará para 287 atividades consideradas de baixo risco.

Para o secretário de Estado de Produção, Jaime Verruck, o setor contou com vários avanços no ano passado. "Ums delas foi a lei de Liberdade Econômica atuando na simplificação das juntas comerciais, e em 2020 queremos ampliar a integração de sistemas dos municípios com a Secretaria de Fazenda e a Jucems, assim como já ocorre com Campo Grande. Isso para que a gente consiga consolidar todos os princípios da liberdade econômica, criando um ambiente de negócio de abertura e fechamento de empresas mais favorável”, finaliza.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário