A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

05/05/2017 16:46

Na Capital, quase 50 mil pessoas não conseguem pagar as contas

Número é o maior em 81 meses, mostra pesquisa da CNC

Osvaldo Junior
Família passeia pelo comércio do centro; Inadimplência atinge níveis recordes na Capital (divulgação)Família passeia pelo comércio do centro; Inadimplência atinge níveis recordes na Capital (divulgação)

Em Campo Grande, 49.584 pessoas não têm condições de pagar suas dívidas, mostra estudo da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo ), divulgada na tarde desta sexta-feira (5) pela Fecomércio-MS.

Esse é o maior número em 81 meses, conforme a série histórica da Peic (Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor) – em agosto de 2010, o estudo mostrou que 53.501 consumidores não tinham condições de quitar seus débitos.

No total, há182.315 pessoas endividadas na Capital, das quais 103.399 estão inadimplentes, ou seja, com contas em atraso. Em números relativos, são 60,3% de endividados, 34,2% de consumidores em situação de inadimplência e 16,4%, sem condições de pagar as dívidas.

Esses dados, referentes a abril, mostram crescimento absoluto na comparação com igual período do ano passado. Em abril de 2016, eram 181 mil endividados, 93.086 inadimplentes e 41.026 sem condições de pagar seus débitos.

Tipos de dívidas - O cartão de crédito (61%) continua sendo o principal tipo de dívida do campo-grandense. Na sequência, estão carnês (27,9%), financiamento de veículos (16,3%), crédito consignado (9,1%), financiamento de casa (8,4%) e cheque especial (6%).

Outros dados – A pesquisa mostra, ainda, que 66,9% dos consumidores de Campo Grande têm dívidas atrasadas há mais de três meses. Também indica que as famílias mais pobres são as mais impactadas pela situação da economia. Dos que consideram muito endividado, 17,5% têm rendimento inferior a dez salários mínimos e 3,1%, acima dessa faixa de renda.

Índice de inadimplência da Capital sobe 0,5% no primeiro trimestre
O índice de consumidores inadimplentes em Campo Grande subiu 0,5% no primeiro trimestre de 2017 em comparação com o mesmo período do ano anterior. Em...
Pesquisas mostram queda na inadimplência e recuperação da economia
Índices de análise da economia mostram que as famílias campo-grandenses estão gastando menos e equilibrando suas finanças. Em janeiro, a pesquisa que...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions