A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Junho de 2017

26/04/2017 07:57

Na reta final, atendimento gratuito é opção para quem não declarou IR

Ricardo Campos Jr.
Alunos atendem o público sob a supervisão de professores (Foto: Cidiana Pellegrin / Uniderp)Alunos atendem o público sob a supervisão de professores (Foto: Cidiana Pellegrin / Uniderp)

Atendimentos sobre Imposto de Renda prestados de graça por universidades particulares de Campo Grande têm sido boas alternativas para quem deixou a declaração para última hora e não quer se aventurar sozinho no sistema da Receita Federal.

Faltando três dias para o fim do prazo, muitos contribuintes se arriscam e procuram ajuda para começar a preencher as fichas do zero.

“Eu avalio que é cultural. As pessoas deixam pra última hora e, ainda assim, às vezes, faltam documentos. Falta planejamento do brasileiro nesse sentido, de mensalmente ele separar suas despesas médicas, por exemplo, não só para a finalidade do imposto de renda, mas para revisão do seu orçamento pessoal”, afirma Iara Marchioretto, coordenadora do curso de Ciências Contábeis da Uniderp.

A instituição tem prestado serviço gratuito ininterrupto à população desde o dia 1º de março em dois locais: no campus da Rua Ceará com a supervisão dos professores e no prédio da Receita Federal com apoio dos auditores do órgão.

Iara relata que durante a tarde são distribuídas 15 senhas das 14h30 ás 16h30. Nessa terça-feira (25), antes de começarem os atendimentos, havia dez pessoas formando fila em busca de ajuda. Segundo ela, só 5% dos contribuintes que passaram pelo local levaram a declaração pronta apenas para tirar alguma dúvida.

“A maioria realmente não sabe fazer, procura realmente pra obter esse auxílio do zero e de última hora, quando os contadores já não conseguem mais atender, ou seja, os profissionais estão sobrecarregados. A principal dúvida é documental, ou seja, o que declarar ou não declarar e como fazer isso”, explica.

Entre março e abril de 2016, a universidade atendeu 400 pessoas e este ano, Iara calcula aumento de 25%.

Fazer a declaração na última hora é um risco grande para os contribuintes, já que a Receita Federal não prorroga o prazo final.

“Fazer uma declaração faltando documento pode prejudicar a restituição dele que poderia ser maior ou pode resultar em um imposto a pagar com valor maior do que ele poderia ter economizado. E o outro risco é sempre a transmissão de dados, que não depende da gente, por ser um fator externo. Se passar do horário ele pode pagar multa e não poder alegar desconhecimento”, explica.

Opções – Nessa quarta-feira (26) e quinta-feira (27), alunos da UCDB sob a orientação de seus professores farão atendimentos semelhantes na Central de Atendimento ao Cidadão, da Prefeitura Municipal de Campo Grande, na Rua Marechal Cândido Mariano Rondon, 2.655, Centro.

A ajuda será prestada das 9h às 16h. Além de resolver dúvidas, eles vão orientar os contribuintes que terão que pagar imposto para destinar parte do montante a projetos sociais em conformidade com os limites e instituições cadastradas pelo Governo Federal.

O Campo Grande News entrou em contato com a Estácio de Sá e a FCG-FACSUL, que já prestaram o atendimento nas últimas semanas, e ambas disseram que não há previsão de retomar o serviço nos próximos três dias.

Em MS, mais de 230 mil já entregaram a declaração do Imposto de Renda
O prazo para entregar a declaração do Imposto de Renda pessoa física termina na sexta-feira (28), e até a manhã de hoje apenas 64% dos contribuintes ...
OAB-MS aciona Justiça para corrigir tabela do Imposto de Renda
A OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil seccional Mato Grosso do Sul) acionou a Justiça para tentar corrigir a tabela do Imposto de Renda. Segundo a ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions