ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  09    CAMPO GRANDE 28º

Economia

Nascidos até agosto já podem comprar no débito com auxílio

Amanhã (25) e terça-feira (26), serão liberados os pagamentos dos nascidos de setembro a dezembro

Por Silvia Frias | 24/05/2020 09:08
Maquininha usada para débito do benefício é a mesma que faz recargas para celular (Foto/Arquivo: Marcos Maluf)
Maquininha usada para débito do benefício é a mesma que faz recargas para celular (Foto/Arquivo: Marcos Maluf)

A partir de amanhã (25) até terça-feira, a CEF (Caixa Econômica Federal) realiza o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 a nascidos de setembro a dezembro.

Nesta etapa, a liberação é por meio das contas sociais digitais da Caixa e para as pessoas que não estão no grupo do Bolsa Família.

Os beneficiários de janeiro a agosto, com saldo já liberado desde ontem, podem fazer compras, na modalidade débito, em 6 mil pontos habilitados em Mato Grosso do Sul com maquininhas da Rede Tendência.

No comércio em geral – como lojas, supermercados, farmácias, conveniência, hortifrúti e atacadistas - o beneficiado paga as compras diretamente com o aplicativo Caixa Tem, evitando assim ter de ir até uma agência, ficar em filas e enfrentar aglomerações para sacar o valor.

Basta acessar e clicar no ícone ‘Cartão de Débito Virtual’, digitar a senha e o sistema vai gerar um código de segurança a cada transação.  No site www.incontre.com.br estão todos os endereços das empresas que já estão habilitadas na sua cidade.

Todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul, além de 29 distritos, contam com as maquininhas. O Estado foi pioneiro no serviço.

Calendário – Amanhã, também recomeça o pagamento, em depósito, ainda da primeira parcela. Nesta segunda-feira (25) saque começa pelos beneficiários nascidos em agosto; na terça-feira (26), nascidos em setembro; na quarta-feira (27), aniversariantes de outubro; na quinta-feira (28), de novembro, e na sexta-feira (29), de dezembro.

Em entrevista online, a vice-presidente de Governo, Tatiana Thomé, afirmou que não há necessidade de "madrugar na fila" antes do banco abrir. Segundo ela, a Caixa elaborou logística de atendimento para evitar aglomeração durante a pandemia do novo coronavírus.

O benefício financeiro do governo federal é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados durante a pandemia do novo coronavírus.