A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

21/12/2010 14:08

Novas regras de crédito exigem mais cautela para empréstimos e financiamentos

Viviane Oliveira
Novas regras exigem atenção na hora de fazer empréstimo e financiamento. (Foto: João Garrigó)Novas regras exigem atenção na hora de fazer empréstimo e financiamento. (Foto: João Garrigó)

As medidas para conter a inflação e frear o aumento da inadimplência no Brasil exigem atenção do consumidor, alerta o IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor).

As restrições afetam mais os consumidores que pretendem tomar crédito para pagar em longo prazo. Para financiamento de veículos com prazo de 24 a 36 meses, por exemplo, agora é preciso dar entrada de pelo menos 20%. Para parcelamentos acima de 60 meses, além da entrada, é preciso antecipar 16,5% do valor do bem.

A concessão de crédito consignado que é descontado direto na folha de pagamento também passou a ser mais rigorosa. Com a diminuição da taxa de crédito é possível que aumente a taxa de juros.

De acordo com o Idec é a lei da oferta e da procura. Como vai ter menos dinheiro disponível, quem buscar crédito vai pagar mais caro por isso. Dessa forma é importante que o consumidor seja ainda mais cauteloso antes de emprestar dinheiro ou entrar num financiamento.

A melhor opção é se planejar e juntar dinheiro para pagar à vista. Mas se precisar recorrer ao crédito prefira uma linha de crédito pessoal,o CDC (Crédito Direto ao Consumidor). De acordo com a Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças), a taxa de juros do CDC é bem menor do que a do cartão de crédito, cheque especial e financeira.

Crédito consignado deve ser mais rigoroso para quem pretende parcelar o pagamento em mais de 36 vezes, os juros não devem aumentar. A modalidade oferece as taxas baixas do mercado em média 2,40%.

O crédito consignado continua sendo a melhor opção para aposentados e pensionistas. A dica é optar por prazos mais curtos para pagar, pois mesmo com as taxas baixas, o parcelamento longo tem mais juros.

Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...


devo cheque especial 4.000 nao tenho como pagar devo fazer um emprestimo pra pagar o juro e menor estou em panico me ajude
 
lucilete oliveira em 05/07/2011 09:33:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions