A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

02/09/2013 14:41

Número de trabalhadores na indústria dobra em oito anos, diz Fiems

Lidiane Kober

De 2005 a julho deste ano, o número de trabalhadores nas indústrias de Mato Grosso do Sul registrou crescimento de 101%, saltando de 68.269 para 137.199 empregados. Os dados compõe levantamento do Radar Industrial da Fiems (Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul), com base no Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho e Emprego.

“Os números demonstram o vigor do crescimento industrial em Mato Grosso do Sul, que apenas nos sete primeiros meses deste ano abriu 7.374 postos de trabalho, o que representa 36% do total dos 20.465 novos empregos criados no Estado”, destacou o presidente da Fiems, Sérgio Longen.
Dos 137.199 empregados pelo setor até julho deste ano, 93.882 estão na indústria de transformação, 36.702 na indústria da construção civil, 3.938 na indústria de serviço de utilidade pública e 2.677 na indústria extrativa mineral.

No mesmo período, o setor de serviços apresentou crescimento de 79,1% (178.607); do comércio, 52% (121.408); da agropecuária, 27% (69.668) e o setor da administração pública, registrou salto de 17% (135.775). Ao mesmo tempo, o emprego formal teve elevação de 53,3%, atingindo a marca de 642.657 trabalhadores.

2013 - Ainda segundo o levantamento do Radar da Fiems, mesmo com a redução líquida observada no mês de julho, reflexo das expectativas frustradas de crescimento da economia nacional e do aumento das incertezas, a indústria sul-mato-grossense registrou, nos sete primeiros meses do ano, a abertura de 7.374 vagas, o equivalente a 36% dos empregos criados no Estado. A marca só fica atrás dos postos de trabalho abertos pelo setor de serviços, com 7.738 vagas, 37,8% do total.

O número, inclusive, é superior a quantidade de postos gerados no acumulado dos últimos 12 meses. No período, surgiram, em média, 446 empregos formais na indústria sul-mato-grossense, totalizando a abertura de 5.355 vagas, correspondente a 31% dos novos empregos criados em Mato Grosso do Sul. No mesmo período, a marca também só ficou atrás do segmento de serviços, que abriu, em média, 588 vagas mensais.

De acordo com assessoria de imprensa da Fiems, a queda no número de postos de trabalho, no período de um ano, em comparação aos sete primeiros meses de 2013, é resultado de demissões que ocorrerem no mês de dezembro de todo o ano, em empresas, como usinas de álcool e açúcar.

Indústria cria 8,5 mil vagas em 2013 e é o setor que mais emprega
O setor industrial é o maior gerador de empregos do Mato Grosso do Sul nos primeiros 5 meses do ano. Conforme o balanço divulgado nesta segunda-feira...
Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions