A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

29/01/2008 21:35

Odebrecht pode gerar 4,5 mil empregos em 3 usinas em MS

Redação

A ETH Bioenergia, integrante do Grupo Odebrecht, tem planos para instalar três indústrias de açúcar e álcool em Mato Grosso do Sul nos próximos anos, necessitando de até 4,5 mil funcionários para colocar as usinas e destilarias em pleno funcionamento. Os dados foram apresentados na noite desta terça-feira (29 de janeiro), durante reunião entre representantes da empresa e do Senai/MS (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Mato Grosso do Sul), na Casa da Indústria, em Campo Grande. No encontro, a ETH apresentou a necessidade de mão-de-obra e formalizou o pedido para que seja estabelecida uma parceria para qualificar trabalhadores.

Segundo o diretor-geral do Senai/MS, Jaime Verruck, a primeira unidade da ETH Bioenergia entrará em operação já em 2009, em Nova Alvorada do Sul. A planta industrial deverá abrir 1,5 mil vagas de trabalho, das quais pelo menos 400 exigirão qualificação técnica no setor de álcool e açúcar.

"Nesta noite, os representantes da ETH Bioenergia apresentaram sua necessidade de mão-de-obra, deixando claro que precisarão de gente qualificada no setor. Definimos um cronograma de trabalho para que, em maio, tenham início os cursos", explicou Verruck. O treinamento do pessoal será feito em Nova Alvorada do Sul e em Dourados, "onde já temos um centro de formação profissional bem estruturado", prosseguiu.

O calendário de cursos será elaborado entre 15 de fevereiro e 15 de março, quando será fechado o conteúdo programático e o número de pessoas por turma. A Odebrecht já trabalha com o Senai/MS em outros Estados, como em Goiás e São Paulo, daí o interesse em manter essa parceria também em Mato Grosso do Sul.

A Odebrecht "estreou" no setor de álcool e açúcar em maio de 2007, ao adquirir uma destilaria em Teodoro Sampaio/SP. Dois meses depois, o grupo iniciou a construção de uma unidade no Pontal do Paranapanema. Até 2015, devem ser investidos US$ 5 bilhões no setor, incluindo duas unidades em Mato Grosso do Sul. Após a inauguração da primeira planta em 2009, será dado início à construção da segunda unidade. Os empreendimentos devem ser concentrados na região de Nova Alvorada do Sul e Rio Brilhante.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions