A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

19/11/2010 15:13

Operadoras de consignado aguardar reunião com Puccinelli

Redação

Representantes das empresas que fazem empréstimo consignado em Mato Grosso do Sul ainda estão aguardando uma resposta do governador André Puccinelli (PMDB), sobre o pedido de audiência para falar sobre a medida que deu exclusividade ao Banco do Brasil para realização de empréstimos consignados.

As empresas travam uma briga na Justiça para trabalhar em igualdade de condições com o Banco do Brasil. Hoje, segundo as informações do setor, elas podendo fazer apenas operações em até 48 parcelas.

Como o Banco do Brasil oferece empréstimos em até 72 vezes, o movimento na concorrência caiu mais de 80%, segundo afirmou Janaína Bernardo, que integra a Associação (Associação dos Correspondentes Bancários de Mato Grosso do Sul) e também um Movimento Pelo Crédito Consignado Livre.

Janaína afirmou que os trabalhadores no setor ficaram surpresos com as declarações do governador André Puccinelli, dadas hoje cedo, em que defende a exclusividade ao Banco do Brasil.

Em alusão à frase de Puccinelli em que afirmar ser "guarda-costas do BB", ela disse que a crença é de que não passou de uma brincadeira. "Nós acreditamos que ele deve ser guardião do povo que o elegeu novamente".

Segundo ela, o Movimento pretende, na reunião que quer ter com o governador, apresentar dados comprovando que os outros operadores de crédito apresentam taxas tão ou mais atraentes do que o BB.

"Além disso, o nosso atendimento é diferenciado, pois trabalhamos apenas com este segmento e não com a clientela geral de um banco".

Hoje cedo, o governador disse que está avaliando se vai receber os representantes das financeiras.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions