A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

26/09/2012 11:15

Para parcelar sem juro no cartão, bancos querem taxa extra de lojista

Francisco Júnior

Os bancos estudam cobrar uma taxa extra do estabelecimento comercial que vender produtos parcelados sem juros. Pagará mais quem parcelar por um prazo maior. A medida está sendo discutida por Itaú, Bradesco, Banco do Brasil e Santander com o governo federal.

A alternativa passou a ser discutida há dois meses, quando os bancos viram que não teriam como resistir às pressões contra os juros "escorchantes", nas palavras de Guido Mantega (Fazenda).

Hoje, o lojista oferece o financiamento ao cliente, recebe o valor da compra a prazo, mas quem arca com o risco da inadimplência é o banco, emissor do cartão. Para os bancos, quanto maior o número de parcelas maior é o risco de calote.

A proposta de acabar com as compras parceladas sem juros não evoluiu porque, se fosse extinta, o comércio resgataria o cheque pré-datado. A ideia é iniciar a cobrança, gradativamente, a partir do ano que vem para não comprometer o Natal.

Ainda não há definição sobre como calcular esse risco que será dividido com os lojistas. (Com informações da Folha Online)

Procon da Capital abre campanha para orientar comércio e consumidor no Natal
O Procon (Subsecretaria de Proteção e Defesa do Consumidor) de Campo Grande dá início nesta segunda-feira (18) a uma semana de orientação e atendimen...
Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...


Falam de reduçao de juros, mais até agora nenhum de meus cartoes teve aquela taxa de refinanciamento reduzidas, todas são cima dos 15%(verdadeira agiotagem legalizada), por isso a maioria das pessoas que tem cartao estao endividadas, pagando juros sobre juros, eles querem é mais lucro. O governo nao deve aceitar isso, e alias tem é que ajudar mais a populaçao, fazendo uma lei para as taxas de cart
 
Renato Oliveira em 26/09/2012 12:53:22
Reflexão, minha gente. Chega de discursos baratos.Não existe milagre de fazer algo sem dinheiro. Ninguem quer perder, jamais bancos e comércios vão ficar no prejuízo. Todos os prejuízos são embutidos no que pagamos.
 
Rose Tomi em 26/09/2012 12:06:33
Tão certo mesmo. Pois emprestar sem juros não existe. Hoje quem paga isso é o cliente que não parcela, pois a loja embute o custo do capital de giro nos preços. Mas o que o cliente pagador a vista tem a ver com isso? Emprestimo tem custo, e emprestar sem juros existe em lugar nenhum. E só com uma taxa que o povo começa pensar e mudar a rotina. Afinal, emprestar faz mal à saude financeira!
 
Marcos da Silva em 26/09/2012 01:07:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions