A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

26/04/2012 10:06

Receita revela esquema em que só 1 pessoa fraudou R$ 15 mi em imposto

Aline dos Santos

As fraudes ocorrem pelo menos desde 2008, envolvendo entre mil e 1.500 contribuintes.

Receita Federal puxou fio da meada a partir de repetição de dado sobre previdência privada. (Foto: Pedro Peralta)Receita Federal puxou fio da meada a partir de repetição de dado sobre previdência privada. (Foto: Pedro Peralta)

A operação "Malha 12", realizada pela Receita Federal e pela PF (Polícia Federal), revelou um esquema em que uma única pessoa é acusada de fraudes em quatro mil declarações de Imposto de Renda, com prejuízo de R$ 15 milhões aos cofres públicos.

De acordo com o delegado da Receita, Flávio Barros da Cunha, este é o maior esquema de fraude identificado em Mato Grosso do Sul. As fraudes ocorrem pelo menos desde 2008, envolvendo entre mil e 1.500 contribuintes.

A investigação começou há um ano. A Receita puxou o fio da meada ao observar que um mesmo CNPJ de um plano de previdência privada se repetia em inúmeras declarações. Além de pagamentos fictícios, eram criados dependentes falsos.

O homem, que teve somente as iniciais M.C.R.C. divulgadas, foi localizado a partir do IP do computador. Ontem, a PF cumpriu mandado de busca na residência do acusado, em Campo Grande, com a apreensão de diversos documentos. O homem, que seria um suboficial do Exército, foi detido e, após prestar depoimento, liberado. Ele não quis colaborar com a investigação.

De acordo com o delegado regional de Combate ao Crime Organizado da PF, Bráulio Cezar Galloni, os materiais apreendidos serão analisados para saber se há mais envolvidos no esquema. Ele poderá responder por inserção de dados falsos, estelionato e falsificação de documentos. Conforme Galloni, o acusado não foi preso porque não houve flagrante.

O acusado não é contador, mas era pago para fazer declarações. Ele recebia R$ 70, mais percentual de 10% sobre o valor da restituição. Ou seja, muitas vezes o contribuinte lhe repassava as informações corretas, mas ele forjava os dados para inflar o valor a ser restituído. “Outra pessoa fazer a declaração não é ilegal, mas o contribuinte deve verificar as informações que foram enviadas”, ressalta Flávio Cunha.

Superintendente da PF, Edgar Paulo Marcon reforça o alerta de que é o contribuinte que responde pela declaração. “Não é a pessoa que faz ou envia”, salienta. Com a análise dos documentos, a polícia vai filtrar os casos em que o declarante também foi enganado e os que estavam cientes da fraude. No segundo caso, o contribuinte pode responder por uso de documento falso e estelionato.

Flávio Cunha salienta que contribuinte ainda pode retificar dados. (Foto: Pedro Peralta)Flávio Cunha salienta que contribuinte ainda pode retificar dados. (Foto: Pedro Peralta)

Ainda dá tempo – Nas declarações de Imposto de Renda apresentadas neste ano, já foram verificados indícios de fraudes. Conforme o delegado da Receita Federal, essas declarações já foram bloqueadas.

Contudo, ainda existe tempo hábil para fazer as retificações, corrigindo os dados de forma espontânea. Depois de intimados, os que não conseguirem comprovar a regularidade das declarações estão sujeitos ao pagamento das diferenças de imposto de renda, além de multas que podem chegar a 150% do valor sonegado. O prazo para a entrega do Imposto de Renda termina às 22h59 do dia 30 de abril.

A operação foi denominada "Malha 12" em referência à malha de rede utilizada para pesca e ao aperfeiçoamento no sistema de malha fiscal que identifica fraudes. A ação teve apoio do MPF (Ministério Público Federal).

Empresas têm até 20 de dezembro para optar pela antecipação do eSocial
Empresas podem optar pela antecipação da implantação do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSoci...
Prazo para regularizar débitos com fisco estadual vence na sexta-feira
Contribuintes que possuem débitos com o fisco estadual têm até sexta-feira (15) para aderirem ao Refis (Programa de Recuperação Fiscal) de Mato Gross...


Ledo engano de muitas pessoas que desconhecem o que se trata o Imposto de Renda. Trata-se de um tributo que todos devem pagar quando estão fora da lista de isentos. É com esse dinheiro que o país constrói obras, faz investimentos diversos em saúde, transportes, educação e por aí vai. Quem sonega tem que pagar pela fraude. Nos EUA o IR é um dos impostos que dá cadeia mesmo. Aqui! É piada....
 
Ray Santos em 27/04/2012 06:26:15
Eu só não consigo entender como muitos políticos corruptos e outros nomes que vivem nas mídias nunca são pêgos... os caras conseguem enganar direitinho a RFB"...
 
Maria da Silva em 26/04/2012 11:47:31
Gostaria de saber porque que a receita desconta imposto de assalariado e aposentado sendo que o mesmo contribuio até a sua aposentadoria e continua descontando, sendo que existe gente igual a esse e não acontece nada com o cidadão
 
Carlos Gomes da Silva em 26/04/2012 05:55:59
muito eficaz?? eficiente?? vcs estao de sacanagem!!! o brasil eh um dos unicos paises no mundo aonde se cobra imposto por receber salario!!
isso eh uma vergonha
e se fosse eficiente e eficaz isso nao teria rolado de 2008 ate o momento da prisao causando ai os seus 15milhoes em prejuizo...
me sinto roubado.
 
Luiz Claudio em 26/04/2012 05:19:09
Muito eficiente e eficaz, o sistema para arrecadar. Bom seria se a distribuição dos recursos arrecadados também seguissem sistema semelhante com a mesma eficiência e eficácia.
 
Rogério Piva em 26/04/2012 04:51:40
O sistema esta cada vez mais perfeito, não adianta sonegar, mas poderíamos cobrar melhor a utilização de nossos impostos, pois não temos saúde de qualidade, escolas e muito menos segurança, os cidadão de bem pagam para ficar refém dentro de suas residências, pagam planos de saúde e escolar particulares. Um dependente nosso pode ser abatido no IR aproximadamente R$ 1.800,00 por ano enquanto um presidiário deve custar isso por mês, mas devemos pagar certinho sim, pois o governo tem obrigação de distribuir camisinha no carnaval, a pílula do dia seguinte, bolsa Família, Bolsa Desemprego, subsidiar universidades particulares, auxilio para invasores de terra e o pior auxilio reclusão.
Pense bem devemos pagar corretamente nossos impostos, pois milhões de pessoas que vivem do Fome-Zero e do Bolsa-Família, sem trabalhar, e que dependem de nós contribuintes.

 
Agamenon Nascimento em 26/04/2012 03:18:41
Sou contra o imposto de renda porque pagamos impostos altíssimos a níveis marxistas e leninistas chegando e até ultrapassando 50%. Isso já é um sequestro. Ainda se paga imposto por receber salários e até por lucro, isso é comunismo institucionalizado e não avisado. Porém usar nomes dos outros para aplicar golpes na Receita Federal, isso é inaceitável. Uma covardia! IR NÃO, declaração SIM!
 
Cristiano Arruda em 26/04/2012 03:17:40
Esse sistema que a RFB faz é muito eficaz, e ainda tem contribuinte que fica bravo por ter que pagar imposto. Não tem mais essa de sonegação, os bons profissionais da contabilidade com certeza orientam seus clientes a não fazerem a coisa errada pois, hoje as informações são todas processadas quase que em tempo real. Vc transmite a declaração e ela ja acusa se vc caiu em malha. Estamos de olho.
 
jose carlos em 26/04/2012 01:34:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions