ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 24º

Economia

Renovar seguro de carro fica até 3 vezes mais caro

Em alguns casos, preço saiu de R$ 3 mil para R$ 11 mil

Izabela Cavalcanti | 08/10/2022 14:53
Carro de luxo sendo guinchado, em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)
Carro de luxo sendo guinchado, em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)

Depois da alta no litro da gasolina, os motoristas estão tendo que encarar mais um aumento para o bolso: o reajuste do seguro veicular. Em um ano, o serviço ficou até três vezes mais caro em algumas segurados de Campo Grande. A lista que justifica o reajuste é extensa, incluindo desde a tabela fipe até a avalição da mão de obra em oficinas.

De acordo com o IPSA ( Índice de Preços do Seguro Automóvel), divulgado pela  TEx, o seguro não teve aumento em agosto, ficando estável em 6,6%. Este é o primeiro mês sem reajuste, nos últimos seis meses. Por outro lado, se comparar com 1 ano atrás, o índice acumulou 34,7%.

Conforme exemplifica a corretora de seguros, Silvia de Almeida, que trabalha em uma empresa do ramo, em Campo Grande, o veículo L.200 (2019), por exemplo, saiu de R$ 3 mil, no ano passado, para R$ 11 mil, neste ano. Ou seja, alta de 266,67%.

Land Rover (2018) também teve reajuste expressivo, saindo de R$ 6 mil para R$ 17 mil (183,32%).

Já quem tem Ônix (17/18), o aumento ficou em 31,16%. Enquanto ano passado o custo era de R$ 2.130, neste ano passou para R$ 2.794.

“As seguradoras todo ano tem um reajuste. O anterior estava bem defasado e acredito que por toda a consequência do cenário teve um reajuste mais adequado”, disse.

Ainda de acordo com a profissional, as pessoas estão optando por retirar algumas coberturas do serviço para tentar baratear mais. “É uma realidade, os segurados estão vendo que tudo aumentou. Eles reclamam do valor, mas sabem que a gente não é o culpado. Muitas pessoas estão optando por diminuir as coberturas. Estão fazendo ajustes para poder renovar e não ficar sem seguro”, completa.

Na M & E Corretora de Seguros, não tem sido diferente. Para o HB20 (2019), por exemplo, no ano passado, o dono do veículo pagava R$ 1.790,06, neste ano passou para R$ 3.442, aumento de 92,28%.Honda Civic (2019/2020) foi reajustado de R$ 2.406,77 para R$ 3.906,42 (62,31%).

“Pessoas deixaram de renovar por conta do preço, desde julho. A pessoa está perdendo bônus e o preço continua subindo. É importante responder correto o questionário pois reflete no valor. O preço sobe também por conta de questão de sinistro, mercado, oficina, mão de obra”, comenta.

Critérios – O valor do seguro varia em cada caso. A empresa leva em consideração o ano do veículo, preço, idade do segurado, situação do CPF, estado civil, histórico de ocorrências. É avaliado também se o veículo fica em estacionamento ou na rua. Os critérios que refletem no valor são diversos.

Nos siga no Google Notícias