A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/08/2009 16:40

Retomada do desconto de energia será discutida dia 17

Redação

A possibilidade de retomada do "Programa Energia Extra", que permite a aquisição de energia elétrica a baixo custo no horário de pico, das 17h30 às 20h30, será discutida no próximo dia 17, em Brasília.

Participam da reunião o presidente da Fiems, Sérgio Longen, o vice-presidente da Enersul, Sidney Simonaggio, o vice-presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS) e o diretor-presidente da Aneel, Nelson Hubner.

Em 1º de maio deste ano, a agência reguladora baixou portaria impedindo a venda de energia elétrica para cerca de 500 empresas do Estado a preço mais barato, o que elevou o valor do quilowatt/hora (kw/h) no horário de pico de R$ 0,35 para R$ 1,60.

Longen explica que a intenção é obter da agência de regulação autorização para que a Enersul prorrogue por mais 60 dias a manutenção do programa, até que seja definida uma proposta semelhante de desconto.

Desta forma, de acordo com Longen, as indústrias beneficiadas não serão obrigadas a promover demissões, norteadas pelo aumento do custo de energia.

"A concessionária de energia no Estado já tinha prorrogado até o dia 31 de julho a manutenção do Energia Extra, mas, devido às perdas financeiras que estava acumulando com a determinação da Aneel, suspendeu o programa desde o dia 1º de agosto", detalhou o presidente da Fiems.

Ele informa que as 500 indústrias que se utilizavam do programa estão migrando para geradores de energia ou já iniciaram as demissões de funcionários.

O risco de demissão devido ao fim do programa também já preocupa o STIACG (Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias da Alimentação de Campo Grande).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions