A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Outubro de 2018

21/07/2011 14:19

Setor industrial critica aumento da taxa básica de juros para 12,50%

Fabiano Arruda

A elevação da taxa básica de juros, a Selic, anunciada ontem pelo Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central para 12,50% ao ano, foi criticada pela Fiems em nota divulgada nesta quinta-feira.

A alta foi de 0,25. No início da noite de ontem, o Copom justificou a alta "avaliando o cenário prospectivo e o balanço de riscos para a inflação, decidiu, por unanimidade, elevar a taxa Selic para 12,5% ao ano, sem viés".

A Federação considerou desnecessária por considerar que os índices inflacionários já estão sob controle, inclusive com a queda de preços de vários produtos.

Além disso, prossegue, o setor industrial já enfrenta forte concorrência dos produtos importados decorrente da sobrevalorização do real frente ao dólar.

Para o diretor-corporativo da Fiems, Jaime Verruck, o principal impacto da decisão do BC reflete nos custos de financiamento, em especial, do capital de giro.

“Essa decisão traz ainda um aumento dos juros ao consumidor final, majorando os custos de crédito para pessoa física, que passa a comprar menos produtos do setor industrial”, pontuou, segundo informações da assessoria da Fiems.

O diretor ainda cobra que o Governo Federal adote medidas que amenizem os efeitos do aumento dos juros sobre a competitividade das empresas.

Copom eleva taxa de juros para nível mais alto desde janeiro de 2009
O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu elevar de 12,25% para 12,5% ao ano a taxa básica de juros (Selic). Foi a quinta eleva...
Dólar tem leve queda e abre semana cotado a R$ 3,68
O dólar abriu a semana em queda de 0,65%, sendo cotado a R$ 3,6883. Na mínima desta segunda-feira (22), a moeda chegou a R$ 3,6692. O mercado finance...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions