A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018

17/01/2018 20:07

Showtec deve receber 15 mil pessoas, um terço da população de Maracaju

Feira, que teve início hoje, abre o calendário de eventos do agronegócio nacional

Osvaldo Júnior
Visitantes andam pelo espaço da feira; são 120 expositores (Foto: Saul Schramm)Visitantes andam pelo espaço da feira; são 120 expositores (Foto: Saul Schramm)

A Showtec 2018, uma das maiores feiras do Brasil de difusão de tecnologia para a agropecuária, deve receber público estimado em pelo menos 15 mil pessoas. Esse número corresponde a um terço da população de Maracaju, município onde ocorre o evento, que segue até sexta-feira (dia 19). Com abertura nesta quarta-feira (17), a Showtec, realizada pela Fundação MS, deu início ao calendário deste ano dos eventos nacionais do agronegócio.

Os milhares visitantes que, até sexta-feira, passarão pelo espaço da Fundação MS, onde ocorre a Showtec, poderão conferir novidades em tecnologias trazidas pelos 120 expositores e aprofundar conhecimentos diversos durante as palestras, distribuídas em seis painéis.

Controle de praga, tecnologia de plantio, revitalização do solo, emissão e estoque de carbono, ações de defesa em ferrugem asiática da soja, estão entre as questão a serem tratadas durante o evento. No centro dessas discussões, está a sustentabilidade – o tema da edição deste ano é Carbono zero.

A estimativa mínima de público tem como base o fluxo do ano passado. Foram 15 mil pessoas que visitaram a Showtec em 2017 e, nesta edição, a projeção é que, ao menos, repita esse número. Caso se concretize esse movimento, a feira receberá o equivalente a 33% de toda população de Maracaju, que soma 44.994 habitantes, conforme o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Governador Reinaldo Azambuja discursa na abertura da Showtec (Foto: Saul Schramm)Governador Reinaldo Azambuja discursa na abertura da Showtec (Foto: Saul Schramm)

Sustentável e produtiva – Na abertura da feira, autoridades diversas destacaram a relação entre sustentabilidade e produtividade na agropecuária de Mato Grosso do Sul. “Ciência e tecnologia representam ganho de produtividade”, resumiu o governador Reinaldo Azambuja, que, mesmo estando de férias, participou do evento.

Azambuja ressaltou, ainda, que Mato Grosso do Sul está a frente dos demais estados produtores em se tratando de práticas sustentáveis e crescimento da produtividade. “De todos os estados, é o único que terá aumento de área nesta safra e o que tem maior avanço em tecnologia, conforme divulgou recentemente o IBGE”, mencionou. A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) também informou, em sua última projeção, que Mato Grosso do Sul é o único entre os estados produtores que deve elevar a produção de soja neste ano.

Em se tratando de sustentabilidade, o governador enfatizou, ainda, que a produção agropecuária não está desconexa com as iniciativas ecológicas e o produtor rural “não é o grande vilão do meio ambiente”. “O Brasil não deve nada a ninguém em questão ambiental”, afirmou, citando estudo da Nasa (National Aeronautics and Space Administration – Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço), segundo o qual o País avança em preservação ambiental.

Secretário Jaime Verruck, durante fala na Showtec, na manhã de hoje (Foto: Saul Schramm)Secretário Jaime Verruck, durante fala na Showtec, na manhã de hoje (Foto: Saul Schramm)

Líder – A afirmação do governador quanto ao avanço da agropecuária sul-mato-grossense em práticas sustentáveis está em consonância com números como os relativos ao sistema ILP (Integração Lavoura Pecuária).

De acordo com o titular da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck, Mato Grosso do Sul se destaca nacionalmente na produção integrada.

“Das 11,5 milhões de área com integração lavoura-pecuária do Brasil, 2 milhões de hectares são de Mato Grosso do Sul. Nós somos o líder nesse processo”, mencionou. De acordo com ele, a intenção é avançar ainda mais a partir da recuperação de áreas degradadas, antes usadas na pecuária. “Neste ano, pretendemos recuperar 500 mil hectares com o programa Terra Boa”, acrescentou.

Luciano Mendes em discurso na abertura do evento (Foto: Saul Schramm)Luciano Mendes em discurso na abertura do evento (Foto: Saul Schramm)

Pesquisa – O sistema integrado faz parte do conjunto de avanços resultantes da presença da pesquisa nos campos sul-mato-grossenses. E nesse processo, há participação efetiva da Fundação MS, segundo notou o presidente da entidade, Luciano Mendes. “Não há um hectare em Mato Grosso do Sul que não tenha, de alguma forma, a presença de pesquisas da Fundação MS”, disse.

A Fundação e demais entidades de pesquisa, no entanto, não estão isoladas nesses resultados, segundo nota Mendes. “Isso é fruto do trabalho não apenas das instituições de pesquisa, mas das empresas que geram produtos e serviços, dos produtores rurais que investem cada vez mais em uma produção tecnológica e sustentável e de toda a sociedade", considerou.

Produtor rural Arthêmio recebe prêmio por reconhecimento à prática sustentável (Foto: Saul Schramm)Produtor rural Arthêmio recebe prêmio por reconhecimento à prática sustentável (Foto: Saul Schramm)

Reconhecimento – Dos atores mencionados pelo presidente da Fundação MS, o produtor rural tem papel central. Isso foi reconhecido durante a abertura da Showtec. Na ocasião, o produtor Arthêmio Olegário de Souza, 79 anos, recebeu prêmio Soja Plus, devido a seu desempenho em vários indicadores socioambientais.

“Eu trabalho com integração lavoura-pecuária há 17 anos”, disse Arthêmio, que é proprietário da fazenda Água-Tirada, em Maracaju. Foi na área rural desse município que ele nasceu. “Estou no campo há 79 anos. Nasci no meio rural, aqui em Maracaju”, contou.

Laboratório de Entomologia da Fundação MS (Foto: Saul Schramm)Laboratório de Entomologia da Fundação MS (Foto: Saul Schramm)
Espaço foi inaugurado na manhã desta quarta-feira (Foto: Saul Schramm)Espaço foi inaugurado na manhã desta quarta-feira (Foto: Saul Schramm)

Vespas – Entre as iniciativas tecnológicas, está o Laboratório de Entomologia da Fundação MS, desenvolvido em parceria com o Sicredi. No laboratório, inaugurado durante a Showtec, serão produzidas larvas de vespas a serem usadas no combate do percevejo marrom, uma das principais pragas das lavouras de soja. O local também será espaço para auxiliar os produtores rurais no conhecimento e uso da técnica.

Com o trabalho a ser realizado no laboratório, deve aumentar a população de vespas nas lavouras e, por conseguinte, reduzir a infestação por percevejos, conforme afirmou Luciano Mendes. "Trata-se de um novo conceito para controle da praga em grande escala, com efeitos a médio e longo prazo", explicou o presidente da Fundação MS.

Milho no espaço da Fundação MS, onde ocorre a Showtec (Foto: Saul Schramm)Milho no espaço da Fundação MS, onde ocorre a Showtec (Foto: Saul Schramm)

Programação – Estão previstas até sexta-feira palestras sobre diversos assuntos, como ações contra a ferrugem asiática, pecuária sustentável, emissão de carbono, gestão na comercialização de grãos, revitalização do solo, manejo de colheita, entre outros temas.

Essas palestras estão agrupadas nos seguintes painéis: Sistemas de produção em Mato Grosso do Sul – desafios e soluções; Encontro da pecuária sustentável; Encontro de mulheres do agronegócio – aprendendo a domar os desafios econômicos da atualidade; Ciclo de seminários agrícolas do setor sucroenergético; e Encontro de Jovens da Agropecuária.

Realizado pela Fundação MS, a Showtec tem o apoio do Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), Sistema OCB/MS (Organização das Cooperativas Brasileiras) e Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul).

A feira tem, ainda, o patrocínio do Senar/MS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e parceria com diversas entidades, como Sicredi, A Granja, Agrisus, Embrapa, Fundems, Semagro, Caixa Econômica Federal e Prefeitura Municipal de Maracaju.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions