A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 25 de Maio de 2018

30/03/2009 14:44

Sindicalistas criticam uso da crise como desculpas

Redação

Nesta tarde foi realizada na Câmara de Vereadores, em Campo Grande, a audiência pública alusiva ao Dia Internacional Contra Crises e Demissões, organizada pela Força Sindical. Participam representantes de trabalhadores em vários segmentos.

O vice-presidente da Força Sindical em Mato Grosso do Sul, Estevão Rocha, disse que é sabido que a crise atinge indústrias e em especial o setor frigorífico. Mas acrescenta que "não é vista em outros setores". "O comércio está contratando", exemplificou.

O receio é que os empresários se utilizem da crise para obter vantagens, conseguindo linhas de crédito com os governos, em detrimento do trabalhador que perde o emprego.

Um dos coordenadores do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) no Estado, Egídio Brunetto teceu duras críticas aos frigoríficos que, segundo ele, usaram dinheiro tomado de bancos para especular no mercado internacional e acabaram perdendo milhões.

O deputado Amarildo Cruz (PT) disse que a intenção é discutir passos concretos para reduzir os efeitos aos trabalhadores. "O importante é detectar os setores da economia onde há crise", disse. Ele ressaltou que a relação econômica entre os frigoríficos "é delicada há muito tempo" e que vinha acompanhando isso.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions